*
 

A Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa) publicou resolução que estabelece curva de referência para acompanhamento do volume útil do reservatório de Santa Maria, para o período de maio a dezembro deste ano. O ato administrativo consta da edição desta quarta-feira (30/5) do Diário Oficial do DF (DODF).

De acordo com a Resolução nº 12, de 29 de maio de 2018, o volume útil do reservatório deverá atingir limite mínimo de 30,3% em novembro. A curva servirá para a Adasa como instrumento de apoio à tomada de decisão para gestão dos recursos hídricos.

A agência fará acompanhamento das previsões climáticas, do nível da bacia e das vazões dos principais afluentes da barragem (Milho Cozido, Vargem Grande e Santa Maria). Além disso, por meio de reuniões mensais com a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb), analisará o cumprimento da curva de referência.

Ainda segundo a resolução, a Caesb deverá operar os sistemas de abastecimento do Descoberto e do Santa Maria-Torto (que também conta com as captações do Bananal e Lago Paranoá, de forma integrada), com o objetivo de resguardar ao máximo o volume útil do reservatório.