Acidente de trânsito mata criança de 10 anos no DF; motorista é PM

Fiat Uno e Hyundai i30 colidiram na Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB), no início da madrugada desta terça-feira (16/8)

atualizado 16/08/2022 10:33

Carro branco capotado TV Globo/Reprodução

Uma criança de 10 anos morreu, na madrugada desta terça-feira (16/8), em um acidente de trânsito na Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB). Segundo informações do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF), os dois veículos bateram próximo à passarela, sentido Riacho Fundo, por volta da 1h.

Os carros envolvidos na colisão são um Fiat Uno branco, conduzido por uma mulher de 40 anos, e um Hyundai i30 preto, guiado por um policial militar de 26 anos, identificado como Carlos Roberto de Carvalho Neto. Ele estava de folga.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0

Identificado como Lucas Cavalcante Andrade, o menino de 10 anos – que seguia no Uno – deu entrada no Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF) com traumatismo cranioencefálico grave e hemorragia intensa, mas não resistiu aos ferimentos. Também estava no veículo o pai da criança, de 41 anos, que teve uma crise nervosa e precisou ser levado para o HBDF. A condutora, mãe do menino, apresentou dor no quadril e na perna esquerda, e também foi encaminhada para a mesma unidade de saúde.

Teste do bafômetro

Em depoimento, o PM informou que estava em Samambaia, na casa de um amigo, e seguia pela BR-060 com destino à sua residência, no Cruzeiro. O oficial detalhou que, quando passou perto de uma obra, próximo à passarela do Riacho Fundo 1, um veículo de cor vermelha o fechou.

O policial acrescentou que tentou frear, mas bateu no carro que estava à frente, um Uno branco. Ele ainda afirmou que tentou socorrer as vítimas. A PM foi acionada; Carlos Roberto se recusou a fazer o teste do bafômetro e foi conduzido à delegacia — dentro do Hyundai do soldado havia uma garrafa de cerveja.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
0

A coluna apurou que, horas após o acidente, o militar compareceu ao Instituto Médico-Legal (IML) para fazer o exame que constataria a embriaguez. O laudo preliminar do corpo de delito, porém, deu negativo para a ingestão de álcool. Dessa forma, o policial militar não foi autuado em flagrante.

PMDF

A Polícia Militar informou que “foi acionada à 1h31, nesta terça-feira (16/8), para atender à ocorrência de acidente de trânsito com vítima na Estrada Parque Núcleo Bandeirante”.

A corporação confirmou que o policial militar envolvido no acidente se recusou fazer o teste do bafômetro. “Por isso, ele foi autuado por recusa”, destacou.

“Em seguida, os policiais levaram o condutor do veículo à 27ª Delegacia de Polícia, no Recanto das Emas. Lá, os policiais emitiram o laudo de recusa e informaram ao delegado de polícia, que solicitou o encaminhamento do motorista ao Instituto Médico-Legal. O exame preliminar no IML deu negativo para embriaguez”, detalhou a PMDF.

Mais lidas
Últimas notícias