A cada três dias, um templo religioso é alvo de bandidos no DF

Houve redução de 25,7% nos furtos a templos religiosos registrados em todo o DF, na comparação entre os primeiros 11 meses de 2020 e de 2019

atualizado 17/01/2021 13:30

Hugo Barreto/Especial para o Metrópoles

Furtos a templos religiosos no Distrito Federal estão cada vez mais recorrentes – e já marcaram o começo de 2021, depois que uma igreja de Taguatinga se tornou alvo de ladrões. O caso aconteceu na madrugada de segunda-feira (11/1). Os criminosos invadiram a Paróquia São José de Anchieta e levaram o que encontraram pela frente, incluindo um sacrário com hóstias.

Em 2020, o registro deste tipo de ocorrência foi frequente na capital. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF), foram 117 furtos a templos religiosos, de janeiro a novembro do ano passado – o que equivale, em média, a um caso a cada 3 dias.

A quantidade destas ocorrências em 2020 representa uma redução de 25,7% em relação ao mesmo período de 2019, quando houve 230 casos.

Roubo em Taguatinga

O padre Anibal Guedes mora na igreja e relatou aos policiais que o crime ocorreu por volta das 2h. Segundo o religioso, os bandidos arrombaram a porta lateral do templo, violaram o sacrário e subtraíram itens como caixa de som, prataria usada na celebração e equipamentos eletrônicos, como microfones e som.

Confira fotos dos objetos levados pelos criminosos:

0

 

O padre informou que não imagina quem pode ter cometido o furto e alegou que não viu os suspeitos. O local foi preservado para realização da perícia. O caso é investigado pela 17ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Norte).

Igrejinha da Asa Sul

A Igreja Nossa Senhora de Fátima, na entrequadra 307/308 Sul, foi invadida em outubro de 2020. Nenhum suspeito foi identificado. Segundo a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), arrombaram o portão da Igrejinha, como o templo é conhecido, e furtaram o cofre do local.

Ao Metrópoles, uma funcionária da igreja, que preferiu não se identificar, afirmou que quando chegou para trabalhar, nas primeiras horas da manhã, percebeu que uma parte do portão de madeira estava quebrado. “Entrei assustada e notei que levaram o cofre com o dinheiro de todas as ofertas dos fiéis. Acionei o Frei responsável e ele tomou as providências junto com as forças policiais”, comentou a funcionária.

Ainda em outubro de 2020, bandidos invadiram outra igreja no DF. Na ocasião, ladrões invadiram a Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, na QL 8 do Lago Sul, e levaram o busto do padre Júlio Negrizzolo.

O roubo aconteceu durante a missa da saúde, presidida pelo padre Vanilson. Negrizzolo foi um dos raros exorcistas do Brasil e é tido por muitos fiéis como um beato. Vanilson também é exorcista e tem uma fundação com o nome do precursor.

Imagens captadas pelo circuito interno de segurança da paróquia flagraram o momento em que um ladrão rouba o busto.

Últimas notícias