Covid-19: recusado por 4 países, navio de cruzeiro vaga sem rumo

Embarcação que saiu da Austrália em 28 de fevereiro está vagando pelo Pacífico Sul à procura de um porto

atualizado 16/03/2020 18:17

Cruzeiro vagandoReprodução

Um navio de cruzeiro com capacidade para 2.000 passageiros que partiu da Austrália no último dia 28 de fevereiro está navegando sem rumo no Pacífico Sul porque os portos da região estão fechados devido à pandemia do novo coronavírus.

O cruzeiro Norwegian Jewel foi recusado pela própria Austrália, que proibiu a chegada de embarcações estrangeiras por 30 dias, e por Polinésia Francesa, Fiji e Nova Zelândia. Segundo as últimas informações, o navio ruma para a Samoa Americana para tentar, ao menos, abastecer.

As recusas são devido ao agravamento das restrições. Não há informações sobre passageiros infectados na embarcação ou mesmo de casos suspeitos.

Problemas parecidos estão ocorrendo no mundo inteiro. Na costa do Chile, por exemplo, há dois navios em quarentena e há, pelo menos, um caso confirmado em um deles. Cerca de 1.300 mil pessoas estão impedidas de desembarcar.

No Brasil, um navio de cruzeiro com 609 pessoas a bordo está em quarentena no porto de Recife desde o dia 12 de março, quando um passageiro de 78 anos foi socorrido com sintomas de infecção pelo coronavírus.

Últimas notícias