ANP autoriza postos do DF a reduzirem horário de funcionamento

Na capital federal, com a crise econômica provocada pelo coronavírus, as vendas no setor caíram cerca de 80% segundo o Sindicombustíveis-DF

Carro sendo abastecido em posto de gasolinaAndre Borges/Esp. Metrópoles

atualizado 23/03/2020 10:20

Em resolução publicada nesta segunda-feira (23/03), a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) estabeleceu uma redução no horário de funcionamento de postos de combustíveis, por causa da crise causada pelo novo coronavírus. Os estabelecimentos deverão ficar abertos, no mínimo, de segunda-feira a sábado, das 7h às 19h.

De acordo com a agência, um eventual funcionamento em período inferior ao indicado precisa ser solicitado e previamente autorizado pela ANP.

A decisão deve ser adotada pelos agentes regulados pelo órgão “enquanto durarem as medidas temporárias de enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do Coronavírus (Covid-19) estabelecidas pelos Estados e Municípios da Federação”.

Na quinta-feira (19/03), a Federação do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustíveis) pediu à ANP que os postos pudessem reduzir o horário de trabalho em razão da queda nas vendas. Para os donos desses estabelecimentos, o ideal é que o trabalho aconteça das 7h às 19h de segunda a sábado, até o dia 30 de setembro.

De acordo com o documento assinado pelo presidente da federação, Paulo Miranda Soares, a categoria já passava por momentos de dificuldade financeira. Com a crise da Covid-19, o agravamento é considerado inevitável, uma vez que mais pessoas passarão a ficar muito tempo isoladas em casa.

Fique por dentro dos perigos e cuidados com o novo coronavírus:

0

Queda nas vendas

No Distrito Federal, com a crise econômica provocada pelo coronavírus, as vendas no setor caíram cerca de 80% segundo informou o presidente do Sindicombustíveis-DF, Paulo Tavares.

“O horário determinado é que os postos funcionem de 6h às 20h, de segunda a sábado. Só que já tivemos uma queda de 80% a 90% nas vendas. Então, não tem mais motivos para ficar aberto à noite ou de madrugada”, avaliou.

De acordo com Paulo, o sindicato se reunirá nesta segunda com membros do Sinpospetro-DF (Sindicato dos Empregados em Postos de Combustíveis do DF) para que os novos horários passem a valer no DF ainda nesta terça-feira (24/03).

“Conversamos com o governador sobre isso, mas ele não se posicionou. Então, vamos hoje fazer um aditivo para mudar esse horário, porque não adianta eu estar aberto mais por tantas horas. É uma contenção de despesas também, pois não tem cliente mais à noite”, afirmou ele.

Conforme informou Carlos Alves dos Santos, presidente do Sinpospetro/DF, a ideia da reunião nesta segunda é que os sindicatos cheguem a um consenso sobre a aplicação dos novos horários.

“Estamos muito preocupados com a exposição dos trabalhadores. Infelizmente o governador do Distrito Federal não se posicionou”, disse.

A reportagem procurou o GDF e aguardava resposta até a última atualização deste texto. O espaço permanece aberto.

Últimas notícias