Startup oferece consignado de 0,99% ao mês para servidores públicos

Bxblue possibilita simulação de empréstimo e análise do valor das parcelas. A contratação pode ser feita online de forma ágil e segura

atualizado 20/09/2020 13:33

EmpréstimoGetty Images

Com os reajustes salariais dos Servidores Públicos Federais (Siape) vetados até 2022, o empréstimo consignado, modalidade em que as parcelas são retidas diretamente no contracheque, se apresenta como uma boa saída para fechar o orçamento ou fugir do aperto, principalmente durante a pandemia. É o que mostra a pesquisa elaborada pela empresa bxblue, que funciona como um portal para a comparação e contratação online de consignados.

Segundo o levantamento, 26% dos clientes que contrataram o serviço durante a crise sanitária usaram o dinheiro para pagar dívidas mais caras, como cartão de crédito, cheque especial e financiamentos de carro e imóvel. Outras prioridades apontadas pelos consumidores foram reparar o lar (15%), comprar automóvel ou casa (15%) e, inclusive, ajudar familiares com dificuldades financeiras (11%).

A modalidade é especialmente interessante tanto para os funcionários públicos, que costumam ter acesso a taxas mais atrativas e flexíveis, devido à estabilidade no emprego, quanto para os bancos que possuem a segurança de que o cliente não ficará inadimplente. De acordo com o Banco Central (Bacen), as taxas médias do consignado para trabalhadores da iniciativa privada estão em 29,3% ao ano. Já para servidores, os encargos caem para 17,7% ao ano — nível mais baixo da série histórica. Sendo possível encontrar condições bastante vantajosas por meio da fintech bxblue, como juros de 0,99% ao mês – até o final de setembro.

Consignado para setor público ficou mais barato

Segundo o Bacen, no primeiro semestre deste ano, os servidores contrataram R$ 10,4 bilhões em empréstimos na modalidade. Este recente aumento na procura por créditos consignados está relacionado, ainda, a baixa da taxa Selic, que está no seu menor patamar da história. Em janeiro, o indicador era de 4,5% ao ano. Desde então, foram feitos cinco cortes e, em agosto, a taxa chegou a 2% ao ano.

O Banco Central ainda ressalta que a tendência fez com que cinco das oito principais linhas de crédito para pessoas físicas ficassem mais baratas – isto é, com taxas de juros mais baixas –, incluindo o consignado para o setor público.

Por meio da bxblue, todo o processo de contratação pode ser feito pela internet, de forma ágil e segura. No site da empresa, é possível fazer a simulação do empréstimo e descobrir o valor liberado e das parcelas.

O serviço também permite comparar as condições oferecidas por cada banco, para tomar a melhor decisão. Além disso, até o final deste mês, servidores públicos federais podem contratar um novo empréstimo com taxas de juros de 0,99% ao mês.

Como funciona o consignado para servidores

Para que o servidor público possa ter acesso ao crédito consignado, o órgão onde trabalha deve ter convênio firmado com os bancos. A instituição financeira libera então um limite baseado na margem consignável disponível e as parcelas são descontadas automaticamente, todo mês, direto da folha de pagamento.

Os prazos para quitação chegam até os 96 meses e os encargos tendem a ser mais baixos que o de outras modalidades. Em comparação ao cheque especial e cartões de crédito convencionais, por exemplo, os empréstimos consignados cobram taxas três a quatro vezes menores.

Todo servidor público pode utilizar até 35% da sua renda líquida para tomar empréstimos consignados, sendo 5% do valor para gastos com cartão de crédito consignado.

Saia do achismo, vem para bxblue: o seu comparador de consignado

Site: bxblue
Redes Sociais: Instagram e Facebook
Simulador de empréstimo: Simulador
E-mail: [email protected]
Endereço sede Brasília: CLN 202 Bloco B Loja 25 Subsolo, Asa Norte, Brasília.

Últimas notícias