Malvacea: cerveja gaseificada com flor de hibisco é leve e sofisticada

Com 4,9% de teor alcoólico, o novo rótulo foi lançado nesta semana pela cervejaria brasiliense Hop Capital Beer. Fomos conferir de pertinho a produção! Veja:

Aroma cítrico, leve acidez e cor avermelhada.  Servida em taça flute, à primeira vista, a bebida lembra um vinho frisante. Mas a Malvacea é, na verdade, uma cerveja artesanal gaseificada, do estilo Witbier (a partir de cevada e malte de trigo), com um ingrediente que faz toda a diferença: flor de hibisco. A especiaria, além de garantir a coloração ruborizada, proporciona uma experiência sensorial surpreendente. O rótulo foi lançado nesta semana pelo brewpub, ou seja, cervejaria-bar, brasiliense Hop Capital Beer.

 

Raimundo Sampaio/ Especial para o Metrópoles
Malvacea, novo rótulo da Hop Capital Beer, é feita com flor de hibisco

A Malvacea é leve e charmosa. Com 4,9% de teor alcoólico, a cerveja é perfeita para harmonizar com diversos tipos de pratos, desde refeições refrescantes como tartar, ceviche e caprese até opções mais encorpadas, como uma boa feijoada. Segundo Paulo César Borges, o PC, mestre cervejeiro da Hop Capital Beer, a Malvacea foi inspirada no clima brasileiro e, desde o ano passado, a receita vem sendo trabalhada para a criação do novo rótulo da marca. A comercialização será feita em garrafas de 750ml e chope. 

Queríamos produzir uma cerveja refrescante, requintada e que combinasse com o Brasil. Para isso, nos baseamos no estilo Witbier e a moldamos com algumas especiarias. A flor de hibisco deu um toque especial para colorar, perfumar e equilibrar o sabor da bebida

Paulo César Borges, o PC, mestre cervejeiro da Hop Capital Beer,
Divulgação
Paulo César, o PC, mestre cervejeiro da Hop explica que a Malvácea foi inspirada no clima tropical brasileiro

A previsão é de que sejam produzidos 4 mil litros por mês da witbier — cerca de duas mil garrafas e o restante em chope. A nova bebida estará disponível na fábrica da cervejaria (SIA Trecho 17), por R$ 58, e em restaurantes da cidade, com a sugestão de preço de R$ 68.

Para que todas as particularidades da cerveja artesanal sejam evidentes, é necessário um processo especial de produção. Entenda um pouco como funciona cada etapa:

Moeção

Na produção da witbier, são utilizados dois tipos de cereais: malte de cevada e trigo. A fase de moeção é feita a partir de um moinho para que os ingredientes sejam levemente quebrados, expondo a parte do amido (interna), com o objetivo de facilitar as próximas etapas.

Raimundo Sampaio/ Especial para o Metrópoles
A nova cerveja é baseada no estilo Witbier, que possui cevada e trigo

Mosturação

Na segunda fase, o malte, já moído, é transferido para uma tina onde será cozido com água quente. Essa mistura é elevada até 80ºC, temperatura ideal para que as enzimas do malte de cevada e do trigo sejam ativadas. Depois, o amido começa a se transformar em açúcar. Todo o processo dura cerca de 60 minutos e o resultado é chamado de mosto.

Filtragem 

A fase seguinte é a separação entre o bagaço dos grãos do líquido processado, o mosto. O equipamento permite que a cerveja (em processo) se movimente de forma circular. Assim, os cereais que sobram se acomodam no fundo. Essa é uma etapa fundamental da produção, qualquer passo errado pode alterar o sabor da bebida.

Raimundo Sampaio/ Especial para o Metrópoles
Os cereais são quebrados e cozinhados. Após isso é separado o bagaço dos grãos do mosto

Fervura

As sobras do bagaço da etapa anterior são lavadas e a água que leva os açúcares é acrescentada ao mosto para ferver. Todas as especiarias que darão a personalidade da bebida são adicionadas nesta fase. Ou seja, é neste momento em que a flor de hibisco, o coentro e as raspas de limão siciliano são adicionadas, além do lúpulo, “conservante natural” que ajuda a prolongar a vida da cerveja e dar amargor e aroma típicos da bebida.

Clarificação

O mosto é agitado para acelerar o acúmulo das proteínas ao fundo. A bebida clarificada é retirada por uma porta lateral. Em seguida, o mosto é resfriado para que as leveduras possam se preparar para agir sob o líquido.

Fermentação

É na fermentação que o mosto se torna cerveja e as leveduras metabolizam os açúcares. Nesta etapa, há a transformação do álcool, do gás carbônico e dos outros produtos que evidenciam o aroma e o sabor final. O processo leva cerca de sete dias. Após isso, o fermento é filtrado das impurezas e abrigado em um tanque.

Raimundo Sampaio/ Especial para o Metrópoles
A Malvacea é resfriada para que as leveduras possam metabolizar os açúcares

Maturação

Após o fermento ser afastado da Malvacea, o tanque tem a temperatura diminuída e ela fica de 15 a 20 dias maturando. Nesse processo, as leveduras podem atuar um pouco mais na cerveja, deixando-a com o sabor, a coloração e o aroma desejados.

Envase

Enfim, a última etapa. A bebida é preparada para ser engarrafada (nesse caso, ela também é pasteurizada – choque térmico para aumentar a durabilidade) ou colocada em barril de chope. Essa etapa é delicada, pois deve incorporar o mínimo possível de oxigênio dentro do recipiente.

Tim, tim! A Malvacea está pronta para ser apreciada.

Mix de sensações

Cor, sabor, aroma e música. De acordo com Ronaldo Morado, cervejólogo e diretor executivo da Hop Capital Beer, a Malvácea foi criada com o objetivo de trazer um novo tipo de experiência aos apreciadores de cerveja. Além da roupagem sofisticada, incomum para esse tipo de bebida, e da taça flute em que é servida (evita que a carbonização se dissipe rapidamente), o novo rótulo também conta com um QR Code com uma playlist que promete harmonizar com o momento. Os estilos musicais predominantes são o jazz contemporâneo, o soul e o blues moderno.

Priorizamos o sabor da bebida, mas também pensamos em criar um produto sofisticado. Uma cerveja que possa mexer com todos os sentidos, ser apreciada e aproveitada em momentos importantes

Ronaldo Morado, cervejólogo e diretor executivo da Hop Capital Beer
Raimundo Sampaio/ Especial para o Metrópoles
Ronaldo Morado, cervejólogo e diretor executivo da Hop Capital Beer

 

Para o lançamento da Malvacea, foram convidados chefs de 26 estabelecimentos renomados da cidade, para que conhecessem e avaliassem a inclusão do novo rótulo na carta de bebidas. Entre os convidados para o evento estão: Authoral, Bloco C, Cantina da Massa, Daniel Briand, Dom Francisco, Don Lenha, Dudu Bar, In Vino Veritas, Limoncello, Mosaico, Olivae, Oliver, Otro Parrilla, Fatti a Mano, Ouriço, Santé, Nikkei, Soho, Taypá, Ticiana Werner, Toro Restaurante, Trattoria da Rosario, Universal Diner, Villa Tevere, Açougue 61 e B Hotel.

Dia dos Namorados e encomendas

Para o Dia dos Namorados, a Hop Capital Beer preparou um kit especial que promete trazer sofisticação e elegância juntas: uma caixa personalizada com uma garrafa de Malvácea e duas taças flute. O presente custa R$ 125 e é uma ótima pedida para sair daqueles presentes clichês, e, é claro, desfrutar de uma bebida sofisticada. Para quem deseja apenas levar a garrafa e consumi-la em um momento oportuno, também é disponibilizado o kit com um exemplar embrulhado em papel de seda e dentro de uma ecobag personalizada da Hop Capital Beer, por R$ 70.

Raimundo Sampaio/ Especial para o Metrópoles
A Hop Capital Beer preparou um kit especial para o Dia dos Namorados

O kit do Dia dos Namorados e o kit com ecobag  podem ser adquiridos no próprio galpão sede da empresa ou em um dos restaurantes que irão comercializar a Malvacea.

Já para os casais que desejarem um encontro romântico, a Hop Capital Beer prepara um ambiente tematizado, ao ritmo de um jazz suave, soul e R&B, para criar uma atmosfera intimista, exclusiva e ainda descontraída para os casais. O novo rótulo da marca, a Malvacea, estará disponível tanto em garrafa quanto em chope para ser apreciada. As reservas estão disponíveis apenas por telefone: (61) 3234-1720.

Hop Capital Beer

Site: Hop Capital Beer
Redes sociais: Facebook e Instagram
Endereço: SIA Trecho 17, Rua 3, Lote 160
Contato: contato@hopcapital.com.br | (61) 3234-1720
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 8h às 16h; quarta-feira e quinta-feira, das 18h às 24h; sexta-feira, das 17h às 1h; e sábado, das 12h às 1h.