Há 13 anos, Sabin está entre as melhores empresas para se trabalhar

De acordo com pesquisa, 95% dos colaboradores sentem orgulho por trabalhar na rede, que possui 280 unidades em 12 estados do Brasil

atualizado 27/08/2019 15:08

Divulgação

Referência em gestão de pessoas, o Grupo Sabin se mantém pelo 13º ano consecutivo na lista das 10 Melhores Empresas para se Trabalhar no Brasil. De acordo com a pesquisa realizada este ano pelo Instituto Great Place to Work (GPTW), 95% dos colaboradores da companhia sentem orgulho do que fazem, e 90% se sentem encorajados pela empresa a equilibrar sua vida pessoal e profissional.

Fundado pelas sócias Janete Vaz e Sandra Soares Costa há 35 anos, em Brasília, o Grupo Sabin possui 280 unidades de atendimento, em 49 cidades de 12 estados, e mantém uma cultura organizacional voltada para a valorização da diversidade e da equidade. Para as empresárias, a conquista do 8º lugar em 2019 na categoria Empresa de Grande Porte chancela as práticas de crescimento pessoal e profissional que os colaboradores encontram dentro do Sabin para que possam contribuir com a missão do negócio e também buscar seu próprio caminho de autorrealização.

Divulgação
Pelo 13º ano consecutivo, o Grupo Sabin está na lista de Melhores Empresas para se Trabalhar no Brasil

Entre os valores da empresa estão a credibilidade, a ética, o respeito à vida, o orgulho e a imparcialidade. “Um time diverso e com sentimento de pertencimento traz novos pontos de vista para desafios e questões do dia a dia, por meio de sua cultura, trajetória e visão de mundo”, afirma a presidente-executiva do Grupo Sabin, Lídia Abdalla. As contratações são feitas com foco nas competências e, diariamente, a instituição trabalha para construir um ambiente justo, que oferece oportunidades iguais a todos, independentemente de raça ou da necessidade especial de cada pessoa, gênero, orientação sexual ou idade.

Por considerar importante a diversidade dentro do local de trabalho, em 2018 foi criado o Comitê de Diversidade pela área de Gestão de Pessoas. A implementação do comitê foi pensada para fortalecer a cultura inclusiva e ampliar a representatividade de diferentes grupos sociais dentro do ambiente de trabalho, de forma horizontal e vertical. Os integrantes são colaboradores dos mais diversos níveis que se organizam para discutir programas que sejam inclusivos. Para assegurar que as contribuições sejam eficazes, os participantes precisam ter conhecimento de causa. Ou seja, o grupo é formado por colaboradores de diferentes raças, sexos, idades e pessoas com diferentes tipos de deficiência.

Outro fator que contribui para o reconhecimento é que o Sabin avalia constantemente o clima organizacional. Por meio de pesquisas anuais, a empresa analisa a satisfação dos colaboradores e traça um diagnóstico do ambiente. O cuidado com o relacionamento harmônico no trabalho reflete no resultado das pesquisas do GPTW. Na pesquisa realizada sobre a diversidade dentro do Sabin, os colaboradores se consideraram bem tratados independentemente da idade (92%), gênero (99%), cor ou etnia (97%) e orientação sexual (99%).

divulgação

Como o propósito do Sabin é inspirar pessoas a cuidar de pessoas, os indicadores da pesquisa do GPTW reconhecem e validam as políticas e práticas implantadas pela empresa, que coloca as pessoas no centro da estratégia empresarial. A satisfação do colaborador com uma gestão que investe na formação, desenvolvimento e reconhecimento das pessoas resulta em um ambiente propício para o alcance dos objetivos da empresa e de seus colaboradores. Isso contribui para que o Grupo Sabin não só seja reconhecido como um dos melhores lugares para se trabalhar no Brasil, como também enquanto uma referência em atendimento humanizado e de excelência técnico-científica em serviços de saúde.

Últimas notícias