Para ingressar nas melhores universidades do país, é preciso ter uma rotina de estudos rigorosa. Entendendo essa necessidade, o Colégio Ideal inicia a preparação para o PAS/UnB e Enem ainda no Ensino Fundamental. Para estimular o hábito diário de revisar as matérias aplicadas em sala, a escola aplica provas todos os sábados. Além disso, o programa anual de conteúdos é baseado nas disciplinas cobradas nos exames de avaliação.

A fórmula tem dado certo. Todos os anos, o Ideal quebra recordes. Em 2017/2018, foram 602 aprovações na UnB e na Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS). A estudante Luana Torres, de 17 anos, acaba de concluir o Ensino Médio e aguarda ansiosamente o resultado da 3ª etapa do PAS. A expectativa é por ingressar no curso de Engenharias da Universidade de Brasília.

Luana conta que, quando começou a estudar na instituição, ficou assustada com a ideia de tantas avaliações ao longo do ano letivo, porém, se adaptou rapidamente. “No começo não é fácil, mas depois você entende a estratégia. Quando as provas do PAS chegam, a gente trata com naturalidade, sem estresse, porque já estamos habituados. É bem tranquilo até por que têm provas da escola que são mais difíceis do que as do PAS”, explica.

Michael Melo/Metrópoles

A estudante Luana Souza Silva Torres concluiu o Ensino Médio e se prepara para ingressar no Nível Superior. O curso escolhido por ela é Engenharia Civil.

Para diminuir o estresse da preparação e da cobrança por resultados, o Colégio Ideal criou um programa que conta com mais de 30 projetos educacionais multidisciplinares. Entre as iniciativas, estão feiras culturais e literárias, debates, mostras artísticas, passeios pedagógicos, conscientização sobre temas atuais, viagens, ações solidárias, aulas de idiomas, esportes, monitorias e até uma simulação das Nações Unidas. São muitas opções e a participação dos alunos é opcional.

Aprender com prazer

O leque de projetos ajuda a equilibrar uma delicada balança: dedicação e prazer nos estudos. O diretor pedagógico da escola, Carlos Henrique Martinez, o Kiko, explica que o objetivo é oferecer uma formação completa aos estudantes, que vá além do conteúdo ministrado em sala de aula. “Hoje em dia, os jovens começam a ser cobrados muito cedo. Existe uma pressão grande por resultados, mas temos de nos preocupar com o ser humano que estamos formando”, enfatiza.

De olho nessa necessidade, em 2019, a escola terá um nova disciplina: Laboratório Inteligência de Vida (LIV), que será ofertada da Educação Infantil ao 9º ano. A ideia é trabalhar a inteligência emocional e as habilidades socioemocionais com os alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental.

As aulas ajudarão os estudantes a compreender melhor os sentimentos, a lidar com as emoções e como agir no momento de resolver conflitos. “Esses projetos vêm para tornar a rotina de estudos mais leve, saudável e sem cobranças exacerbadas”, diz o diretor pedagógico. A expectativa é alcançar as turmas do Ensino Médio com a disciplina até 2022.

Para Luana, os projetos ofertados pela escola são um diferencial. “O que acho mais legal é que ninguém é obrigado a fazer. A gente participa porque tem interesse”, diz. Entre os favoritos dela, estão o Meia (Mostra Estudantil Ideal de Arte), que envolve música, desenho e teatro; Intervalo Cultural, que contempla shows e apresentações; e o Intercâmbio Desportivo Cultural, o IDC, que leva os estudantes em uma viagem de seis dias com gincanas, passeios e muita animação.

Deixo a escola com uma saudade enorme no peito. Vivi momentos inesquecíveis aqui e sou muito grata aos professores, coordenadores e a toda a equipe, porque eles fazem desse lugar uma verdadeira família. Me senti acolhida desde o primeiro dia"
Luana Torres, formanda 2018
.

Ludicidade nos primeiros anos

O administrador Rogério Leal, de 49 anos, tem dois filhos matriculados no Ideal. Alessandro, de 9 anos, e Beatriz, de 13. Na casa da família, outro projeto tem feito sucesso, o Consciência, que ensina valores sociais e humanos através da arte, da cozinha experimental e de brincadeiras. Uma delas é a pipa e conta com a participação voluntária de Rogério.

Hugo Barreto/Metrópoles

Rogério e o filho gostam de se reunir com os amigos para soltar pipa no Taguaparque, em Taguatinga

Nas aulas, os alunos do Ensino Fundamental aprendem a confeccionar e a soltar pipa. “As crianças de hoje passam muito tempo com videogames e tecnologia. Elas desconhecem os brinquedos da nossa época e que nós mesmos fazíamos, como pipas, ratinhas e carrinhos de rolimã”, aponta.

Além de ajudar a desenvolver a coordenação motora e a imaginação dos alunos, o administrador acredita que o projeto fortalece a relação entre pais e filhos. “Uma das tarefas foi produzir as rabiolas em casa. Ouvi muitos relatos bacanas [de outros pais]”, revela.

 

Colégio Ideal
www.idealbsb.com.br

Unidades:

Taguatinga 1
Educação Infantil e Ensino Fundamental 1
A.E. Nº 31 – Setor G Norte Taguatinga – DF
(61) 3771-2650

Taguatinga 2
Ensino Fundamental 2 e 3º ano do Ensino Médio
A.E. nº 26 – Setor G Norte Taguatinga – DF
(61) 3041-6047

Taguatinga 3
Ensino Médio 1º e 2º ano
QNG 9 Lt. 1 e QNG 11 Lt.2 Taguatinga – DF
(61) 3965-5005

Águas Claras 1
Ensino Fundamental 1 ao 8° ano
Av. Jequitibá, Lt 325 Águas Claras – DF
(61) 3968-9424

Águas Claras 2
9° ano e Ensino Médio
Rua Araribá, lote 01 Águas Claras – DF
(61) 3973-3003