*
 

É cada vez mais comum vermos grandes marcas do mercado buscarem se associar a iniciativas e produtos ecologicamente corretos. De olho nessa oportunidade, a Supera Engenharia e o Grupo Orion inovaram ao construir o primeiro edifício verde com certificação internacional em nível máximo (LEED Platinum) do Centro-Oeste: o Centro Corporativo Portinari.

Com 15 mil metros quadrados de área construída, o empreendimento conta com quatro pavimentos em vão livre, área externa de convivência, cobertura, subsolo e três andares inferiores de garagem, com oferta de 295 vagas. O edifício é capaz de abrigar empresas com até mil funcionários.

O imóvel, localizado na quadra 504/505 da W3 Norte, já está pronto e disponível para locação, por meio da Iris Imóveis Corporativos. Apesar de ficar a poucos minutos do centro da capital federal, a localização privilegiada se torna secundária perto das vantagens que o espaço oferece em termos de conforto, economia e sustentabilidade.

Se comparado a um edifício comercial não certificado, o centro corporativo é capaz de economizar, anualmente, 48% no consumo de água e 36% de energia elétrica. Isso graças a um conjunto de tecnologias, até então, nunca utilizadas em espaços comerciais do DF, que vão desde a fachada projetada para reduzir a absorção de calor até o sistema de descargas a vácuo (o mesmo utilizado em aviões), que utiliza até 90% menos água do que os modelos tradicionais.

Além disso, o estímulo ao estilo de vida sustentável também é uma constante no espaço. A garagem conta com vagas exclusivas para veículos elétricos (híbridos) localizadas perto dos elevadores, além de faixas restritas aos ciclistas, que também podem usufruir de bicicletário e de vestiário com duchas.

Confira algumas das medidas que garantiram a certificação máxima do U.S. Green Building Council (Conselho de Construções Verdes dos Estados Unidos, em tradução livre):

Energia eficiente

O Centro Corporativo Portinari foi concebido com foco no desempenho energético. Entre as estratégias implementadas, destacam-se:

  • Comissionamento dos sistemas que demandam energia;
  • Fachada projetada para diminuição da carga térmica do edifício;
  • Sistema de climatização eficiente com a instalação do sistema VRF com controle setorizado de temperatura;
  • Elevadores de alta performance com sistema de antecipação de chamada, que proporciona menor tempo de espera e maior economia no consumo de energia;
  • Simulação energética computacional do empreendimento para comprovação das especificações de projeto;
  • Sistema de gerenciamento de iluminação com lâmpadas LED de alta eficiência;
  • O consumo de energia é monitorado e controlado através de sistema de automação predial;
  • Geração de energia renovável por meio da instalação de placas fotovoltaicas na cobertura do edifício, sendo prevista a geração anual de 92.564,00 kWh.

Uso inteligente da água

A fim de reduzir o consumo de água potável do empreendimento, as seguintes determinações foram adotadas:

  • Instalação de torneiras e chuveiros com baixa vazão, bacias sanitárias à vácuo e mictórios com fechamento automático;
  • Emprego de espécies vegetais de baixo consumo e/ou adaptadas para o paisagismo, que demandam menor quantidade de água;
  • Captação e aproveitamento das águas pluviais para irrigação;
  • Implantação de um sistema de irrigação eficiente utilizando fonte de água não-potável (água pluvial e de condensação do sistema de climatização);
  • Consumo de água monitorado e controlado através de um sistema de automação predial.

Sobre a Certificação LEED Platinum

O U.S. Green Building Council, através da sua Certificação LEED, realiza um importante trabalho de incentivo e motivação para que cada vez mais empreendimentos busquem seguir a determinações que resultem em qualidade no projeto, na execução e na operação de empreendimentos os mais diversos.

“Para a região, que abriga um bioma sensível como o cerrado e cujo clima tende a ser mais seco, receber esse importante certificado traz a certeza de que estamos no caminho certo para que a população da região jamais sofra com as terríveis consequências climáticas de um desequilíbrio ecológico. Representa um importante avanço ao desenvolvimento sustentável da indústria da construção civil de Brasília. O certificado atesta que o empreendimento foi construído visando atender a todos os quesitos necessários para garantir sua viabilidade econômica, proteção ambiental e responsabilidade social”, diz Leandro Miranda Alvares, engenheiro da Supera Engenharia, construtora do centro corporativo.

Para alcançar a pontuação máxima da certificação LEED, o projeto do Centro Corporativo Portinari teve de atender a uma série de requisitos, que incluiu inclusive a minimização dos impactos ambientais durante as etapas de projeto e construção. Destaque para:

  • Sistema de captação e reuso de água nos jardins;
  • Reaproveitamento de resíduos de obra no próprio empreendimento;
  • Redução dos impactos da obra na vizinhança;
  • Gestão de resíduos da construção;
  • Estratégias de prevenção contra a contaminação do solo;
  • Gestão da qualidade do ar (redução da contaminação do ambiente com poeiras e outras emissões;
  • Capacitação e conscientização de trabalhadores por meio de programa de educação ambiental;
  • Utilização de materiais com baixa emissão de componentes tóxicos.

 

Contato

Centro Corporativo Portinari
www.centrocorporativoportinari.com.br
Mais informações pelo telefone (61) 3314-1010 ou e-mail contato@irisgestao.com.br.