Cinco motivos para tomar vinho no verão

Do espumante ao tinto, confira opções de rótulos leves para consumir em qualquer lugar: em casa, restaurantes, bares, na praia ou piscina

atualizado 20/12/2019 14:29

Pixabay

Neste domingo (22/12/2019), começa oficialmente o verão no Brasil. A temporada mais quente do ano é também o principal período de férias, recessos e, claro, descanso. Por isso, tem tudo a ver com parques, praias, piscinas e vinho!

Vinho? Isso aí! Engana-se quem pensa que a cerveja é única boa opção para os dias ensolarados. Se você não costuma associar a bebida ao calor, listamos cinco bons motivos para torná-la a escolha número um nos dias quentes, confira:

1- Vinhos leves são muito refrescantes
Altas temperaturas pedem bebidas geladas e os vinhos leves, em sua maioria, são consumidos em temperaturas baixas, por volta de 6ºC e 10ºC. No caso dos tintos, entre 14ºC e 16ºC. Como o nome sugere, eles são menos encorpados, ou seja, pesam menos em boca. Fazem parte dessa categoria espumantes, rosés, alguns brancos e até tintos. Normalmente, no caso dos tintos, eles apresentam menor concentração de taninos, substância responsável por dar o sabor mais seco ao vinho e aquela sensação de “amarrar” na boca.

Flávio Bin, gerente de desenvolvimento de vinhos da Porto a Porto, uma das mais conceituadas importadoras do país, explica que os vinhos intitulados “leves” são menos alcoólicos, apresentam baixa ou média estrutura e possuem boa acidez, o que confere ótimo frescor em boca. “Por isso, eles são considerados mais fáceis de beber”, complementa.

2- Combinam com petiscos, peixes e frutos do mar
Comidas pesadas definitivamente não são uma boa pedida no calor. Um dia quente pede opções leves, como saladas, carnes brancas e petiscos, peixes e frutos do mar, que harmonizam bem com vinhos rosés, brancos e espumantes.

Outra vantagem, segundo o especialista da Porto a Porto, é que os vinhos leves tornam essas refeições mais agradáveis no verão. “Eles realçam o sabor e o tempero dos alimentos”, destaca Flávio Bin.

3- Não causa a sensação de “estufamento” no estômago
Essa é uma das razões que têm levado muita gente a evitar a cerveja. Por ter um teor alcoólico mais baixo, é comum as pessoas consumirem uma quantidade maior de cerveja do que de vinho. Isso gera um volume exagerado de líquido no estômago, causando a sensação de estufamento.

Atrelado a isso há o fato de se tratar de uma bebida gaseificada, que, assim como refrigerantes, libera dióxido de carbono no organismo. “O vinho tem mais calorias do que a cerveja, mas você bebe uma quantidade menor, o que acaba tornando-o, no fim, uma opção menos calórica”.

4- É mais saudável
Os vinhos tintos, por exemplo, são ricos em taninos, substância química presente na uva que possui propriedades antioxidantes e ajudam a proteger as células de elementos que podem ser prejudiciais, como os radicais livres, produzidos durante o metabolismo. No entanto, é importante salientar que o excesso de álcool é prejudicial.

5- Proporciona momentos únicos
Imagine agora você, em uma espreguiçadeira de frente para o mar, segurando uma taça de vinho. Combina com férias, não é mesmo? E não se preocupe. A taça pode ser de acrílico. “A escolha do cristal é apropriada para degustações técnicas, não para um dia de lazer. O importante é você se sentir bem e gostar do que está tomando. O vinho é feito para tornar a refeição muito mais saborosa e agradável”, complementa o gerente da Porto a Porto.

Confira agora sete opções de vinhos com excelente custo-benefício para um verão delicioso!

0

Sobre a Porto a Porto

A importadora representa mais de 80 fornecedores internacionais de países como França, Itália, Espanha, Portugal, Alemanha, Chile, Argentina, Austrália e Nova Zelândia, entre outros.

Presente em todo Brasil, com mais de 50 representantes que atendem a uma carteira de aproximadamente 9 mil clientes, entre supermercados, hotéis, bares e restaurantes. Clique aqui e localize o representante mais perto de você.

Brasília (DF)
SMAS Trecho 03, Sala 11 e 13 | Conjunto 03, Bloco C | Asa Sul
Telefone: (61) 3797-6699

Últimas notícias