Brasiliense que fatura milhões ensina a operar na bolsa de valores

Gabriel Harrison, fundador e CEO da Harrison Investimentos, lança curso EAD para traders iniciantes

iStockiStock

atualizado 12/12/2018 12:15

Já imaginou ganhar mais de R$ 3 mil por mês trabalhando apenas quatro horas por dia, de segunda a sexta-feira? O CEO da maior empresa de aplicações na bolsa de valores do Centro-Oeste, a Harrison Investimentos, garante que com um investimento de R$ 500 a R$ 1 mil é possível ganhar até R$ 150 por dia, operando no pregão da bolsa de valores.

Os segredos por trás do mundo dos investimentos são revelados no curso a distância Quero Ser Trader, programa formatado por Gabriel Harrison e voltado a profissionais que desejam trabalhar por conta própria ou aprender mais sobre o mercado de capitais. Conhecidos como traders, esses negociadores fazem a compra e a venda de ações e outros ativos a curto prazo, com o objetivo de ter lucro ao fim do pregão. “É uma grande oportunidade para quem quer aproveitar esse novo momento
econômico e a alta na bolsa de valores após as eleições, que favorece esse tipo de investimento”, disse Harrison.

A ideia é capacitar os futuros operadores para atuarem de maneira autônoma, realizando operações para si próprios. Segundo o empresário, para trabalhar no ramo não é necessária uma formação acadêmica específica. Basta ter interesse pelo universo de finanças e estar atento às oscilações do mercado.

Muita gente acha que investir na bolsa é coisa para pessoas ricas e economistas, mas a verdade é que é muito fácil e qualquer um pode fazer.

Gabriel Harrison, fundador e proprietário da Harrison Investimentos

Segundo Harrison, o aluno que seguir as orientações exibidas ao longo do curso terá todas as condições de ter um retorno considerável a curto prazo. “Seguindo todas as nossas orientações, é possível atingir essa meta [R$ 150 por dia] e até mesmo conciliar a operação na bolsa com um emprego fixo”, destaca.

No total, são mais de 80 videoaulas, que incluem os módulos básico, intermediário e avançado. O cadastro já está disponível e o acesso à plataforma pode ser feito desde de 10 de dezembro. O valor do curso e a inscrição estão disponíveis no site querosertrader.com.

Quero Ser Trader
Cada videoaula tem duração de até 35 minutos e pode ser acessada pelo prazo de um ano. Confira alguns módulos:

  • Introdução ao Mercado Financeiro
  • Tipos de Investimentos
  • Capital Necessário para Começar a Investir
  • Estratégias de Investimento
  • Análise Técnica
  • Dinâmica do Mercado Internacional
  • Gerenciamento de Risco

Ao final da capacitação, também estão previstas duas sessões com coaches da empresa e dois meses de acesso a um simulador de operações desenvolvido pela Neológica, marca reconhecida no campo de tecnologias do mercado financeiro. Os coaches também auxiliarão os aprendizes sobre o meio pelo qual as vendas e as compras das ações serão feitas. Há duas possibilidades: bancos ou corretoras. “A corretora Mirae Asset é a escolha da Harrison Investimentos, pela credibilidade que ela tem no mercado”, enfatiza Gabriel.

Para ajudar os novos investidores, a Harrison Investimentos lançará, nos próximos meses, um aplicativo que vai facilitar a vida dos traders. O app reunirá, diariamente, as principais notícias do Brasil e do mundo que podem impactar o movimento dos preços nos gráficos da bolsa. A ferramenta será gratuita para quem adquirir o curso EAD.

Vagas de emprego
Para potencializar as vendas do curso, a companhia está contratando 1.500 vendedores. O contrato celetista prevê um salário-base (cujo valor não foi divulgado), comissão e bonificações calculadas sobre as vendas. Isso significa que a remuneração do funcionário depende do próprio desempenho. Não é necessário ter diploma de nível superior, basta ter experiência em vendas. Outra vantagem é que os empregados podem morar em qualquer lugar do Brasil, desde que tenham celular e computador com acesso à internet.

O cadastro para as vagas de emprego pode ser feito no endereço harrisoninvestimentos.com.br/vagas.

Mas quem é Gabriel Harrison?
Apesar do sobrenome estrangeiro, o CEO da empresa de investimentos é brasileiro. Brasiliense, mais especificamente. O Metrópoles visitou as salas do empresário no Complexo Brasil 21, em frente à Torre de TV.

Mesmo depois de se tornar um empresário de sucesso, Gabriel Harrison continua vivendo na cidade em que nasceu, Planaltina (DF)

A sofisticação e o requinte do escritório contrastam com a simplicidade do empreendedor, de apenas 29 anos. Filho de uma costureira e de um escrivão da Polícia Civil do DF, Gabriel contou um pouco de sua trajetória e sobre como conquistou o primeiro R$ 1 milhão aos 25 anos.

Como você entrou no mercado financeiro?
O caminho foi árduo e começou nos bancos da faculdade de direito. Eu era estagiário jurídico e, para custear os estudos, realizava diversas diligências como correspondente de escritórios de outros estados. Um dia, conversando com um advogado, descobri a venda de precatórios (requisições de pagamento expedidas pelo Judiciário para cobrar de municípios, estados ou União, assim como de autarquias e fundações, o pagamento de valores devidos a servidores públicos após condenação judicial definitiva). Para adquirir o primeiro precatório, pedi empréstimos a conhecidos e vendi o bem mais valioso que possuía, um velho automóvel VW/Gol, presente da minha falecida avó materna.

Foi um negócio rentável?
Sim, os precatórios rendem de três a quatro vezes mais do que a poupança. Eu consegui autorização para negociar precatórios de policiais civis em um estado que era muito fechado, mas acabei tendo acesso devido aos bons relacionamentos que fiz nos anos anteriores. Foi aí, com 21 anos, que estabeleci uma meta pessoal: fazer o meu primeiro R$ 1 milhão até os 25 anos.

E deu certo?
Graças a Deus, deu sim. Esse foi o pontapé inicial da Harrison Investimentos. Somos uma empresa especializada na aquisição de precatórios e que emprega atualmente mais de 50 colaboradores só em nossa sede, em Brasília. Para você ter uma ideia, só no primeiro ano, a empresa movimentou aproximadamente R$ 10 milhões em precatórios no âmbito da Justiça federal.

Como funciona a compra de precatórios?
O cliente que demonstra interesse em vender o seu precatório entra contato com a equipe por meio dos nossos telefones ou pelo próprio site. Nesse primeiro contato, ele deve informar o número do processo para que a equipe jurídica inicie as devidas avaliações. Feito isso, a equipe realizará o levantamento e a análise da situação que envolve todo o processo.

A bolsa de valores veio, então, num segundo momento?
Isso. Eu percebi então que poderia ir mais longe e decidi aprender a operar na bolsa de valores. Fiz muitos cursos, fui atrás de especialistas e também perdi bastante dinheiro, mas consegui criar a minha própria estratégia. Em 2014, fundei a minha empresa de investimentos, com o intuito de ajudar outras pessoas que já passaram pela mesma situação que eu.

Você tinha uma vida simples?
Bastante! Comecei a trabalhar aos 14 anos como menor aprendiz na CTIS. Ganhava R$ 260 reais. No dia em que recebi meu primeiro salário, fiquei em êxtase. Nunca tinha tido tanto dinheiro até então! Em casa, falei para minha minha mãe que ia sair e comprar pão para a gente lanchar. Quando cheguei ao mercado, acabei fazendo a compra do mês. Peguei de Qboa a carne. Gastei todo o dinheiro e passei o resto do mês sem nada. Mas valeu a pena, minha mãe fala que nunca vai se esquecer disso.

Qual o sentimento que vem à sua mente ao olhar para tudo que você conquistou tão jovem?
Muita gratidão, principalmente a Deus. Hoje tenho uma vida muito confortável. Jamais imaginei que chegaria a trabalhar com milhões. Mas sinto que posso continuar lucrando e, ao mesmo tempo, ajudar outras pessoas, porque há muito espaço no mercado.

 

Harrison Investimentos
www.harrisoninvestimentos.com.br
Facebook: @harrisoninvestimentos
Instagram: @harrisoninvestimentos
Endereço: SHS Quadra 06, Complexo Brasil 21, Bloco C, Sala 1601. Brasília-DF
+55 61 3033-3429 / contato@harrisoninvestimentos.com.br

Últimas notícias