*
 

Na hora de fazer um currículo, muitas pessoas têm dificuldade ao escolher alguma característica para colocar em evidência, mas é importante que pontuemos, sim, alguns dos nossos traços mais latentes. Isso ajuda o entrevistador a conduzir de modo diferente a seleção.

Colocar, por exemplo, que tem personalidade de liderança é válido. De acordo com o especialista em comportamento organizacional Magno Sipaúba, pode-se incluir esse perfil no currículo, lembrando que esse atributo não diz respeito à experiência como gestor. “Mas você deve ser sincero, especificar onde exerce sua liderança é essencial”, diz o profissional.

Não precisa sentir vergonha de dizer em qual área você é líder. Segundo o especialista, “as pessoas que exercem liderança na própria comunidade, em uma ONG onde presta serviço, em assistência social, ajudam no crescimento das pessoas e contribuem de alguma maneira” devem colocar essa particularidade no currículo.

Sipaúba ainda aconselha: “Se alguém exerce de forma indireta ou não liderança de algo, a pessoa não pode perder a oportunidade de colocar essas informações do currículo. O avaliador vai entender muito bem essa informação”.