O segmento de tecnologia é um dos que mais contratam no país. Só no ano passado, foram cerca de 28 mil novas vagas no setor. Apesar de 13,4 milhões de brasileiros não conseguirem trabalho, pelo menos metade dos 70 mil empregos que devem ser criados por ano na área de TI, até 2024, pode não ser preenchida, devido à falta de mão de obra especializada.

A maior demanda é dos negócios que ainda engatinham, as chamadas startups: a estimativa do setor é que existam 5 mil postos de trabalho a serem preenchidos nessas empresas. As informações foram divulgadas pelo jornal O Estado de S.Paulo. Abaixo, um resumo das funções mais procuradas e o que fazer para garantir uma dessas oportunidades. Confira:

– Segundo a  Associação Brasileira de Startups (Abstartups), a maior parte das oportunidades são para desenvolvimento (40,71%), vendas e atendimento (25,5%), marketing (13,43%) e design UX (experiência de usuários) ou UI (interface com o usuário), com 7,93%.

– São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Santa Catarina são as unidades da Federação com mais carência de profissionais.

– Os salários variam de acordo com função, empresa, localidade. Mas a média seria: R$ 3.718 para especialista em mídias sociais; R$ 4.832 para especialista em marketing digital; R$ 5.740 para inteligência de negócios; R$ 6.421 a desenvolvedor para dispositivos móveis; R$ 6.452 para desenvolvedor e analista de dados R$ R$ 6.732.

– Uma boa dica para o interessado se preparar é participar de fóruns de discussões de tecnologias na internet, com tutoriais de programação, experiência, usuário e design thinking na web, entre outros temas. Também é possível participar de treinamentos gratuitos oferecidos por empresas.

– Quem já atua na área pode buscar cursos de especialização e reciclagem, em universidades e escolas do setor. Os preços são variáveis: é preciso pesquisar.

– Como os cursos de tecnologia só formam 45 mil alunos por ano no país, e a demanda é bem maior, as empresas de TI estão flexibilizando os critérios de contratação e investindo também em profissionais de outras áreas e pessoas com cursos técnicos. Por isso, buscando melhorar seus conhecimentos em tecnologia e pesquisando as diversas oportunidades, é possível conquistar uma vaga mesmo sem ter a formação tradicional no setor.

Fique atento e boa sorte!