Startup ajuda jovens a conquistarem primeiro emprego

O sistema oferece filtros como idade, região e competências. O objetivo é encontrar pessoas com mais afinidade para a vaga

atualizado 02/08/2018 22:10

istock

A distribuição de currículo de porta em porta ao procurar um emprego caiu em desuso desde a criação da internet e sites de vagas. Foi uma mudança extremamente positiva, pois a rede possibilita enviar centenas de currículos por minuto, sem custos de locomoção, além de oferecer milhares de novas oportunidades.

Para fazer a conexão entre jovens desempregados e empresas, focando no primeiro emprego, foi criada a startup Primeiro Job. Na plataforma, as empresas colocam as vagas disponíveis e selecionam os jovens inscritos de acordo com seus próprios parâmetros. O sistema oferece filtros como idade, região e competências. O objetivo é encontrar pessoas com mais afinidade para a vaga.

Depois que a plataforma foi lançada, a Primeiro Job percebeu que a taxa de desemprego em universitários também era grande, apesar das ofertas de trabalho mais acessíveis. Então, a startup passou a ofertar oportunidades para menores aprendizes e estagiários. “Esse é um movimento natural de uma startup, que se adequa de acordo com a experiência”, destaca Rodrigo Oliveira, CEO da Primeiro Job.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa de desocupação da população com idade de 18 a 24 anos chegou a 28,1% no 1º trimestre de 2018. Isso representa 4,42 milhões de jovens sem emprego.

“Sete em dez jovens não conhecem ONGs, instituições ou plataformas que os auxiliem na hora de iniciar a carreira ou ajudem na hora de conseguir o primeiro emprego. O mesmo acontece com empresas, que precisam fazer uma pesquisa, e pedir indicação de instituições que prestam esse serviço, e que em sua maioria são instituições regionais, o que torna um problema de comunicação grande”, afirma Rodrigo Oliveira.

O principal serviço da startup é gratuito – conectar candidatos e empresas -, mas os jovens que quiserem um diagnóstico ou elaboração de currículo podem pagar R$ 4,90 e R$ 39,90, respectivamente Também são disponibilizados cursos gratuitos e pagos, afim de ajudar na formação dos candidatos

Mais lidas
Últimas notícias