Deixe os tabus do lado de fora e pode entrar. Tudo sobre sexo, para você gozar a vida.

Saiba como se preparar para fazer uma maratona de sexo

Especialistas dão dicas para quem quer aproveitar o fim de semana para não fazer nada além de sexo

atualizado 26/10/2019 17:31

Foto: Getty Images

As pessoas têm o costume de maratonar várias coisas: séries, sequências de filmes, livros e claro, corridas de rua. Mas existe uma maratona que pode ser tão (ou mais) divertida e prazerosa quanto qualquer outra: sexo.

Quem nunca pensou em passar um fim de semana inteiro com o (a) crush, em casa ou mesmo em um hotel, sem sair do quarto e não fazer mais nada além de comer, dormir e, claro, transar? Para quem se interessou pela ideia, especialistas dão algumas dicas para tirar o melhor proveito da experiência.

Hidrate-se!

Segundo a médica clínica-geral, Dra. Paola Santos, a hidratação pré-maratona sexual deve ser parecida com a de um atleta, já que o aquecimento corporal e a desidratação podem ser responsáveis pela redução de desempenho, fadiga e câimbras (ai!). “A água é importantíssima para auxiliar na lubrificação, prevenção do sistema imunológico e manutenção da temperatura corporal”, explica.

Dependendo da intensidade, talvez só a água não seja suficiente. “Quando suamos em excesso, além de perdermos água, perdemos eletrólitos, que são uma combinação de sódio e potássio, entre outros nutrientes”, aponta a profissional. Nesse caso, vale investir em isotônicos e água de coco. E lembrem-se: o ideal é evitar bebidas alcoólicas!

Comidas leves

Pode ser um banho de água fria, mas, para aguentar o tranco e não passar por constrangimentos, estão proibidos alimentos muito gordurosos, pesados e doces. Também é bom evitar comidas que costumam dar gases ou soltar o intestino, como feijão, brócolis, repolho, leite, entre outros.

Em vez disso, que tal investir em alimentos leves que estimulam o prazer e ajudam na lubrificação e ereção? “Frutos do mar são uma ótima opção. Na medida certa, também vale apostar em temperos como açafrão, que deixa as zonas erógenas mais sensíveis, e o alecrim, que é um excelente estimulante contra a impotência. Uma boa dica é fazer chá de alecrim e tomar uma xícara pela manhã e outra pela noite”, aconselha.

Fôlego

Que a prática de exercícios físicos é muito importante para a saúde de uma forma geral todo mundo sabe. Mas muita gente parece não relacionar o fato de não ser sedentário com um bom desempenho sexual. Logo, assim como um atleta se prepara com antecedência para uma maratona, é indicado ter uma constância de atividades físicas para ter fôlego no festival de sexo. “Estar com a saúde em dia é um cuidado a ser tomado”, aponta Dra. Paola.

Preliminares

Por motivos de anatomia, as mulheres tendem a conseguir transar mais vezes seguidas, já que, geralmente, o homem precisa de um período de latência entre o orgasmo e uma nova ereção. Nesse caso, a sexóloga Luísa Miranda dá a dica de investir em preliminares. “Uma maratona sexual não precisa significar apenas penetração. É possível usar a língua, os dedos, brinquedinhos”, explica.

Querer evitar esse período e conseguir ter mais ereções faz com que muitos homens lancem mão de medicamentos como a sildenafila, popularmente conhecido como Viagra, o que pode trazer riscos. “Fazer uso dessa substância é uma forma de ultrapassar limites”, alerta Luísa.

Devagar se vai ao longe

Há muita empolgação envolvida em uma maratona sexual, mas já começar com malabarismos e selvagerias pode diminuir o desempenho e o fôlego a longo prazo, tal qual em uma corrida. “Se você vai muito rápido no início, vai pegar uma vantagem, mas no final estará muito exausto e o rendimento vai diminuir ou o fôlego vai acabar antes da hora. O casal pode começar pelas posições mais tranquilas e deixar o excesso de energia para o final”, aconselha a sexóloga.

Uma boa dica para relaxar e dar um tempo para o corpo é tomar um banho (que pode ser a dois), por exemplo. Além dos motivos óbvios de higiene.

O local é importante

Mesmo que o sexo seja a experiência principal, o lugar da maratona é tão importante quanto. Locais confortáveis, propícios e sem riscos de segurança são indicados. “Não dá para ser em uma cama que não aguente ou em um local com riscos de quedas ou de se machucar”, exemplifica Luísa.

Além do local, a ambientação também pode deixar tudo mais gostoso. “Criar um cenário ou um repertório pode ser muito interessante. Vale escolher músicas, deixar o clima mais propício”, finaliza a especialista. Agora é só fazer uma playlist caliente e partir para o abraço. E pro orgasmo.

Últimas notícias