Deixe os tabus do lado de fora e pode entrar. Tudo sobre sexo, para você gozar a vida.

“Investe em mim”: será que vale a pena comprar um sex toy?

Sexóloga aponta benefícios que o uso de brinquedos sexuais podem trazer para o autoconhecimento e as relações amorosas

atualizado 01/12/2020 9:49

Sex toys como investimentoFoto: Dainis Graveris/Unsplash

“Investe em mim, aposta tudo em mim. Eu prometo te fazer feliz!”. O clamor de um(a) possível crush que você deixou na friendzone? Não, um pedido do seu futuro primeiro vibrador.

Apesar de todo o movimento atual de autoconhecimento e de maior abertura em relação à sexualidade, há quem ainda tenha preconceito com o uso de sex toys. O fato de que muitos deles têm um preço considerado “salgado” afasta ainda mais muitas pessoas.

Segundo a fisioterapeuta pélvica e sexóloga do Sexo Sem Dúvida Isabella Moura, grande parte da sociedade ainda não vê brinquedos sexuais como um bom investimento por conta dos diversos tabus em torno deles.

“Principalmente os vibradores de penetração. Eles eram chamados de consolo de viúva, por aí já se tem uma ideia. Sex toys eram vistos como algo usado por mulheres que não estavam sexualmente ativas e precisavam deles para suprir a suposta falta de um homem, o que é uma grande mentira”, explica.

A especialista aponta que brinquedos sexuais são ótimos aliados para todo tipo de pessoa – tanto solteiras quanto as que estão dentro de um relacionamento. “Ele incrementa, traz mais conhecimento”, diz.

Supérfluo ou essencial?

Para quem sempre acaba deixando o vibrador por último na lista de prioridades, a fisioterapeuta garante: sex toys não são considerados um artigo supérfluo. Tanto é verdade que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a sexualidade é um dos pilares para uma vivência feliz.

Além dos benefícios para a saúde íntima, Isabella aponta como o maior dos valores dos sex toys enquanto produtos é o autoconhecimento que trazem para seus usuários. Ao utilizá-los, as pessoas despertam suas zonas erógenas, entendem mais os próprios corpos e potencializam o prazer.

Todos estes pontos positivos, segundo a sexóloga, são aproveitados na vida conjugal caso a pessoa esteja em um relacionamento.

“Entendendo onde você sente mais prazer, é possível dialogar com o(a) parceiro(a) e facilitar seu orgasmo. Sem contar que é possível usar os brinquedos juntos – fazer massagens no parceiro com óleos, usá-los na frente da parceria, usar no clitóris enquanto é penetrada. Isso potencializa o prazer, traz uma chama para a relação”, garante.

Mais acessíveis

Apesar do mercado contar com diversas opções de vibradores luxuosos e high tech com valores altos, existem também itens em conta. Isabella garante que estes trazem tantos benefícios quanto os mais caros. “Eu sempre indico começar com coisas mais simples e ir evoluindo caso a pessoa se interesse”, diz.

Para o início, a especialista indica os anéis penianos vibradores, que além de prolongar a ereção masculina estimulam o clitóris feminino durante a penetração, e o mini bullet, que é pequeno, à pilha, e tem vários tipos de vibração, podendo ser utilizado de várias formas.

Anel peniano com vibrador

R$9EmpresaComprar

Mini vibrador Power Bullet

R$24,90EmpresaComprar

 

Últimas notícias