Deixe os tabus do lado de fora e pode entrar. Tudo sobre sexo, para você gozar a vida.

Brasilienses ocupam 1º lugar no ranking dos mais infiéis na pandemia

A capital federal aparece mais uma vez na primeira posição, seguida de Goiânia e Manaus

atualizado 22/07/2021 16:48

Getty Images

“Iê, infiel. Eu quero ver você morar num motel. Estou te expulsando do meu coração. Assuma as consequências dessa traição”, a letra da rainha da sofrência, Marília Mendonça poderia ser dedicada aos brasilienses. Isso porque a capital ocupa o primeiro lugar no ranking das cidades brasileiras mais adúlteras. É a segunda vez que o brasiliense fica no topo da lista.  É o que revelou uma pesquisa realizada pela Ashley Madison, plataforma especializada em relacionamento entre pessoas casadas.

O ranking é baseado nos cadastros do aplicativo, que atualmente conta com mais de 70 milhões de membros espalhados pelo mundo. No período de março de 2020 para cá, foram registradas 1,7 milhão de contas somente no Brasil. Dessas novas contas, 196 mil foram ao estado de São Paulo e 102 mil vieram do estado do Rio de Janeiro. 

Entre as 20 cidades brasileiras que estão na plataforma, Goiânia e Manaus aparecem atrás de Brasília, mantendo o Top 3 concentrado nas regiões Centro-Oeste e Norte do país. Mas as outras partes do Brasil não ficam de fora.

Logo após, São Paulo, Curitiba, Campo Grande e Guarulhos seguem o índice do número de usuários na plataforma. Belo Horizonte, Porto Alegre, Campinas, João Pessoa, São Luís e Rio de Janeiro são vistos em seguida. Por fim, Natal, São Bernardo do Campo, Santo André, Salvador, Recife, Duque de Caxias e Teresina fecham o ranking. 

A pesquisa também apontou a idade média, dos “puladores de cerca”, variando entre 32 a 35 anos de idade.

A culpa é da pandemia

Quando o assunto é uma aventura sexual fora do casamento, o brasileiro não perde tempo. Mas, de acordo com a pesquisa, a pandemia pode ser apontada como um dos responsáveis pelo aumento na procura por relacionamentos extraconjugais em aplicativos. 

Abaixo, segue um mapa ilustrativo de onde estão os mais adúlteros do país.

 

Mais lidas
Últimas notícias