Deixe os tabus do lado de fora e pode entrar. Tudo sobre sexo, para você gozar a vida.

5 dicas para apimentar o sexo “papai e mamãe”

Elencamos dicas de diferentes especialistas para deixar o sexo básico mais gostoso

atualizado 06/08/2021 14:50

Getty Images

Dia após dia aumentam as opções para variar o repertório sexual. Fetiches ousados, sexo Kinky, poses nível hard do Kama Sutra e muito mais. Tudo isso promete apimentar a transa e garantir um nível de satisfação elevado. Sabemos que são várias as posturas para testar com o par e deixar a hora “H” ainda mais divertida e prazerosa. Mas será que o básico também não pode proporcionar prazer e ser gostoso?

O pessoal adepto à vida fitness já deve ter ouvido falar do básico que funciona: nada de chás milagrosos, ou suplementos caríssimos. Recorra à comida de verdade, faça exercícios regulares e descanse. Sem milagres e segredos. O mesmo vale para o sexo: o básico não tem erro. A posição mais comum continua sendo feita por muitos casais. E não há nada de monótono nela. Estamos falando do sexo “papai e mamãe” ou o missionário. 

0

Após o sucesso da posição do alinhamento coital, que nada mais é que uma variação do “papai e mamãe”, procuramos especialistas para dar dicas de como deixar essa posição trivial mais tesuda. Então, anote tudo para apimentar seu básico.

Saia da cama

Segundo a sexóloga Luisa Miranda, para apimentar o sexo “papai e mamãe”, a primeira coisa a fazer é parar de chamar por esse nome: “O próprio nome acaba sendo broxante”, brinca. 

A posição mais comum do Ocidente, onde o casal fica face a face, leva esse nome originalmente porque antigamente acreditava-se que era a maneira mais fácil da mulher engravidar. 

Os tempos mudaram (ainda bem!). E a posição onde a pessoa ativa fica em cima da passiva é realizada não apenas para procriação. Para ter mais prazer nesta postura, a dica da especialista é ousar na criatividade: “Temos todas as ferramentas que precisamos em torno de nós: saia da cama e vá para o sofá, chuveiro, chão, escada. Divirta-se”, orienta. “Não é a posição que é básica, e sim nossa limitação”, reforça.

Solte o verbo

O sexólogo e urologista Danilo Galante, concorda que apesar de muito praticada, a postura é pouco explorada pelos casais: “É a postura que mais oferece conexão aos pares, eles podem ficar olho no olho, têm maior contato entre os corpos, proporciona a troca de sensações e mais liberdade para tocar em qualquer parte do corpo”, esclarece.

A dica é aproveitar que está pertinho e falar algo no ouvido do par. Além disso, quem está embaixo pode levantar os dois pés. Inclusive dá para fazer uma variação de sexo anal nesta posição. A postura ainda é benéfica para aqueles com ejaculação precoce: “Dá mais controle de movimento na penetração”, explica.

Use travesseiros

Para incrementar a posição básica, a psicóloga sexual, Michelle Sampaio dá a dica: “Quem está embaixo coloca um travesseiro na parte de trás, elevando o quadril, e cria um ângulo melhor. Quem for penetrar, pode ainda se projetar mais pra frente e para cima, aumentando a inclinação e estimulando o clitóris”, orienta. 

Outra dica é lembrar que o sexo é sensorial: “Vale abusar da comunicação, explorar audição, cheiro e tato”, aconselha.

Varie o ângulo

O terapeuta sexual, André Almeida  reforça a dica de melhorar a angulação: “A pessoa que está recebendo a penetração levanta o quadril, ou ainda pode deixar os joelhos unidos, virar a perna para ficar de lado. Vale sempre melhorar a angulação para aumentar o contato”, orienta. E a dica vale para todo o corpo, como aumentar o contato com seios, rosto, e não apenas genitálias.

Esquenta e esfria

Por fim, dá ainda para utilizar géis para potencializar o prazer nessa posição. A dica é da especialista em sexualidade da Plataforma Sexo sem Dúvida, Glennia Goulart: “O segredo está em utilizar géis funcionais que esquentam, esfriam ou vibram. Vale também variar a posição das pernas. Agarre a parceria com as pernas e dite o ritmo dos movimentos e a profundidade das penetrações”, ensina. 

Se quiser ousar ainda mais, leve as pernas aos ombros do parceiro possibilitando uma penetração mais profunda, para quem curte: “Básica ou não, essa posição ainda continua sendo uma das mais praticadas pela conexão que ela permite. O casal pode se beijar, olhar dentro do olho um do outro, explorar os seios, abraçar, falar sacanagem ou juras de amor ”, finaliza a expert.

Mais lidas
Últimas notícias