metropoles.com

Morre aos 56 anos a cantora gospel e pastora Ludmila Ferber

Ex-integrante do grupo Koinonya, Ludmila Ferber lutava contra um câncer desde 2018

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução/Instagram
Pastora Ludmila Ferber
1 de 1 Pastora Ludmila Ferber - Foto: Reprodução/Instagram

A cantora gospel Ludmila Ferber, de 56 anos de idade, morreu na noite dessa quarta-feira (26/1). Ela lutava contra um câncer no pulmão, com metástase no fígado e nos ossos.

A pastora foi diagnosticada com a doença em 2018. “Em tempos de guerra, nunca pare de lutar. Hoje estou entrando num momento único e surpreendente da minha vida: o tratamento de quimioterapia“, contou à época.

0

 

Naquele mesmo ano, os médicos afirmaram que a pastora só teria mais seis meses de vida.

Em depoimento à revista Veja em 2019, Ludmila contou que só procurou o médico que a diagnosticou com câncer por insistência de uma das filhas.

“Em 2017, passei quase os últimos seis meses do ano com uma tosse muito forte. Como minha agenda é agitada, só fui investigar quando uma das minhas filhas me pediu com veemência que eu fosse ao médico. Então, em fevereiro de 2018, fui diagnosticada com câncer no pulmão, com metástase no fígado e nos ossos”, disse ela.

A artista teria iniciado o quinto tratamento contra a doença em um hospital de São Paulo na semana passada.

O último post de Ludmila em seu Instagram foi na segunda (24), quando ela citou um trecho de sua canção Buscar Tua Face é Preciso.

“‘Quando tudo parece estranho ao redor / Buscar tua face é preciso, Deus / Quando a gente não sabe o que está ocorrendo / Buscar tua face é preciso, Deus”, dizia trecho da do louvor na legenda.

Casada de 1987 a 2014 com José Antônio Lino, a cantora deixa três filhas: Daniela Ferber Lino, Ana Lídia Ferber Lino e Vanessa Ferber Lino.

Carreira

Ludmila Ferber integrou o grupo Koinonya, com o qual gravou 8 discos. Em 1996, partiu para a carreira solo e lançou Marcas, seu primeiro álbum.

Mais 12 discos de estúdio foram lançados depois disso, o último levou o nome de Um Novo Começo, gravado em 2020. Ela ainda tem nove álbuns ao vivo lançados e um disco dedicado a canções infantis, Meu Amigão do Peito.

Divórcio

Considerada no meio religioso como grande exemplo de força e perseverança, a pastora enfrentou muitos problemas nos últimos anos.

Em 2014, ela se divorciou do marido, o pastor José Antônio Lino, com quem ficou por 27 anos. Juntos, eles fundaram a Igreja Celular Internacional, em 1998.

No ano passado, em uma live com a pastora Ana Paula Valadão, ela chegou a comentar sobre a separação e sobre empoderamento feminino, mesmo sem revelar detalhes do casamento.

“Eu não gostaria de falar sobre essa situação, porque envolve outras pessoas. Apesar das minhas dores, eu tenho uma história de muitos momentos bons também. Eu também entendo que é realmente uma multidão de mulheres, andando aos pedaços, como um dia eu fiquei, por coisas que elas acham que deveriam carregar como um grande fardo, com uma grande culpa e responsabilidade pra si. Não assuma nada que não seja seu. Assuma o que é teu, mulher”, assinalou.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Ludmila Ferber (@pastoraludmilaferber)

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comEntretenimento

Você quer ficar por dentro das notícias de entretenimento mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações