Bastidores da televisão, notícias da sua novela preferida e entrevistas com os principais atores

Rafael Infante é escalado para tentar salvar o No Limite

O humorista estreou um quadro em que comenta de forma irreverente os melhores momentos da edição

atualizado 23/06/2021 11:39

Para tentar salvar a audiência de No Limite, a direção do reality apostou em mais uma novidade. Rafael Infante estreou, nessa terça (22/6), um quadro em que comenta de forma irreverente os melhores momentos da edição. Os assuntos que mais bombaram nas redes e os melhores vídeos também viram pauta no #SemLimites, em trechos ao longo do programa. Na estreia, o humorista comentou sobre Iris Stefanelli, que parou para meditar e rezar no meio de uma prova que valia a imunidade. Abaixo, Rafael fala sobre o desafio de tentar bombar o reality.

Como você definiria o quadro Sem Limites?
É um quadro sem limites, aberto para perceber tudo o que a gente não percebe normalmente. A ideia é trazer um olhar novo para o programa, que é um formato de sucesso e tem uma dinâmica já conhecida.

Como são escolhidos os memes e vídeos para o quadro?
Fazemos a seleção dos melhores vídeos, os que mais combinam com a edição, com olhar aguçado para o que pode render bons papos. Também acompanhamos o que o pessoal da internet falou, o que está engajando, e vamos tendo ideias a partir daí.

O reality é uma das maiores paixões do brasileiro. Você também é desses que assiste todos? Já estava acompanhando o No Limite nas redes sociais?
Sim, eu gosto muito. E vejo um sucesso ainda maior para o formato no futuro. O No Limite é muito legal porque além das provas, tem também o momento de convivência nessas condições tão difíceis.  Eu sempre acompanho a repercussão nas redes, ainda mais agora trabalhando com isso. Mas também é quase inevitável. As redes sociais hoje em dia são, em grande parte, repercussão de realities (risos).

Encararia um reality como o No Limite? Qual seria seu ponto forte?
Uma coisa é você se imaginar em um reality e outra é lá na hora, vivendo aquilo realmente. Ainda mais o ‘No Limite’, que tem provas muito físicas e intensas. Os participantes são verdadeiros guerreiros. Acho que meu ponto forte seria mais a convivência. Eu gosto dessa parte mais psicológica, de interagir e conhecer gente.

Comeria olho de cabra? 
Eu não tenho muita frescura com comida, gosto de experimentar. Olho de cabra é forte pra caramba, né? Mas acho que engolindo tudo de uma vez, acho que vai (risos).

Mais lidas
Últimas notícias