Bastidores da televisão, notícias da sua novela preferida e entrevistas com os principais atores

Análise: a chegada de Marcos Mion à Globo é pura felicidade

Desde que a Globo o anunciou como seu contratado, há pouco mais de uma semana, o apresentador vem dando um show de alegria

atualizado 13/08/2021 13:48

Marcos Mion Reprodução

Desde que a Globo anunciou Marcos Mion como seu contratado, há pouco mais de uma semana, o apresentador vem dando um show de felicidade nas redes sociais. Assim como uma criança que espera ansiosamente pelo seu primeiro dia na escola, ele dividiu com o seu público o momento em que escolheu a roupa para gravar o Lady Night (sua estreia no Projac!) e o Encontro com Fátima Berdades (sua estreia na telinha da Globo como contratado), se emocionou ao ganhar seu crachá, tirou foto perto da estátua de Roberto Marinho e não se cansa em falar sobre a realização de seu sonho. É genuíno, verdadeiro.

A felicidade de Mion contagia. É impossível não sorrir com as gracinhas que ele faz e não torcer para que sua jornada seja linda. Há quem diga que ele está exagerando e que tudo não passa de marketing. Sim, há muita gente chata nas redes sociais que não consegue ficar feliz com a alegria alheia.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0

O entusiasmo de Mion, no entanto, tem total razão de ser. Com 22 anos de carreira, ele está, agora, no principal grupo de comunicação do Brasil e um dos melhores do mundo. Depois de fazer sucesso na apresentação de A Fazenda e ser demitido da Record por uma briga de egos com a direção do reality, o próprio público pediu que ele fosse contratado pela Globo para estar à frente de No Limite.

Eram os telespectadores fazendo campanha para a Globo contratar Mion! Não dá para negar que isso é um tremendo reconhecimento do trabalho dele. E o apresentador sabe disso e valoriza isso. É lindo de ver.

Num meio onde os artistas são blasé e não dão valor a nada, a felicidade de Marcos Mion é contagiante. Como disse uma amiga querida, “as pessoas ficaram tão, mas tão fakes, tão estratégicas e blasés que estranham a transparência da felicidade genuína”. E como deve ser bom para uma empresa ter um funcionário tão feliz e satisfeito. Se ele trabalhasse no Mc Donald’s certeza que ganharia o quadrinho de funcionário do mês.

Mais lidas
Últimas notícias