Marcas, ideias e pessoas que impactam no mundo da comunicação

Campanha antipirataria recebe premiação de órgão do Reino Unido

Assinada pela C2L, objetivo da ação foi informar as pessoas sobre a venda de vacinas e álcool em gel falsificados

atualizado 26/10/2021 13:43

Divulgação

No intuito de informar sobre os males que a compra de produtos falsificados causam, principalmente na área de saúde, a C2L – Communication to Lead criou a campanha inédita “Rede Antipirataria”. Pela ação, a agência de comunicação especializada em mercados de alta complexidade recebeu prêmio de reconhecimento do Intellectual Property Office, do governo do Reino Unido, em parceria com o Conselho Nacional de Combate à Pirataria (CNCP), do Brasil. A premiação foi publicada no Relatório Anual de Crime e Fiscalização de Propriedade Intelectual.

A campanha foi lançada este ano em parceria com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a Agência Nacional do Cinema (Ancine), a Receita Federal, a Polícia Federal, a Polícia Rodoviária Federal, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e a Cyber Gaeco (SP).

“Conseguimos unir órgãos brasileiros junto ao de propriedade intelectual britânico. Achamos incrível o fato de eles terem deixado a gente criar e fazer do nosso jeito brasileiro. O objetivo foi informar as pessoas que existe sim gente vendendo vacina e álcool em gel falsificados. São itens que a população precisa e não tem como viver sem nesta pandemia”, explica Camilla Covello, CEO da C2L. 

Covello ressaltou que todos os órgãos, tanto do governo brasileiro quanto do britânico, estavam unidos para fazer a campanha dar certo. E acredita que continuará, tendo em vista que foi um sucesso. “A gente vê o quanto isso é importante, quanto mais a população for conscientizada, menos as chances de os hospitais ficarem lotados.”

Últimas notícias
Mais lidas