Marcas, ideias e pessoas que impactam no mundo da comunicação

Brasileiro gastará mais e melhor na Black Friday 2022, aponta Google

Durante o evento Black Friday Connections Store 2022, em São Paulo, empresa apresentou dados e estratégias para o período

atualizado 30/09/2022 16:32

Divulgação/Google Connections Store

São Paulo — A pouco mais de um mês para a Black Friday, muita gente está se preparando para comprar produtos com preços mais em conta. Para aproveitar a data, os preparativos precisam começar desde já, uma vez que o período é uma excelente oportunidade para as marcas darem um upgrade nos negócios, bem como alavancar as vendas.  

Diante dessa perspectiva, o Google reuniu, nesta quinta-feira (29/9), em São Paulo, executivos das áreas de Varejo, Produtos e Commerce no evento Black Friday Connections Store 2022 para mostrar dados e estratégias sobre o período. O Metrópoles está presente fazendo a cobertura do evento. 

Durante o encontro, o Google apresentou uma pesquisa encomendada ao Instituto Ipsos, mostrando que o brasileiro está otimista de que poderá gastar mais e melhor nesta Black Friday. Entre mil entrevistados, 71% declarou que pretende comprar na temporada, alta de 16 pontos percentuais ou 29% de crescimento se comparado ao ano anterior.

Uma das razões é o aumento da confiança da classe C, cuja intenção de compra cresceu 32% em relação a 2021; enquanto que nas classes A e B, foi de 23%.

“A temporada vai ocorrer junto à Copa do Mundo. É também o momento em que o consumidor está com o bolso mais apertado. Quase metade dos brasileiros está com o orçamento comprometido com os gastos, mas ao mesmo tempo, estão otimistas”, declarou Gleidys Salvanha, diretora de Negócios para o Varejo do Google Brasil. Ela ainda ressaltou que, justamente por estar com pouco dinheiro, a escolha de produtos precisa ser certeira.

Já Fernanda Bromfman, líder de Commerce em GCS — Google Customer Solutions, afirmou que a Black Friday é a estrela do momento. “Quando a gente sobrepõe o que acontece em dias de jogos mundiais, por exemplo, vemos uma queda apenas no horário do jogo. O consumidor chega bem omnichannel para esta Black Friday”, explicou.

Além dos executivos do próprio Google, incluindo Fabio Coelho, presidente do Google no Brasil, o encontro foi marcado pelo protagonismo feminino e reuniu grandes executivas como Luiza Helena Trajano, que comanda a rede Magazine Luiza e outras empresas integradas da holding; Cristiane, artilheira da Seleção Brasileira de futebol feminino; e Natalie Nixon, estrategista criativa da Figure 8 Thinking.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
0

Lançamento do site

A novidade do Google para a Black Friday deste ano inclui o lançamento de site com informações e recomendações para apoiar clientes e parceiros neste momento intenso de preparação. A página traz uma série de guias sobre como usar os produtos da empresa para alavancar resultados de vendas na temporada.

Na página, é possível encontrar artigos com recomendações de como gerar melhores resultados com campanhas Performance Max. Os anunciantes também encontrarão dicas sobre o que fazer com campanhas quando o estoque de um produto acabar, qual caminho tomar quando o preço de um item mudar ou como aumentar o engajamento de clientes, entre outros. Confira algumas das novidades:

Página de recomendações: o espaço analisa o histórico de desempenho do anunciante, as configurações da campanha, bem como as tendências em todo o Google para gerar automaticamente sugestões que podem melhorar o desempenho. 

Guia de Commerce: traz informações que ajudam empresas de todos os tamanhos a aumentar as vendas e alcançar novos clientes, utilizando a plataforma do Google.

SA360: traz um playbook completo do Search ADS para a Black Friday, incluindo uma área para simular os lances de estratégias, recomendações de como configurar o ajuste de sazonalidade e dicas para acompanhar os resultados do período.

Consumidor mais exigente

Além de preços mais vantajosos, os brasileiros estão mais atentos à qualidade. Segundo uma pesquisa feita em maio pela Offerwise a pedido do Google, quase metade (45%) dos consumidores entendem que, passadas as restrições da pandemia da Covid-19, eles agora podem decidir de forma mais consciente quais produtos, marcas e serviços comprar.

Essa mesma pesquisa também mostrou que 8 em cada 10 pessoas estariam dispostas a trocar de marca caso entendam que ela não está conectada à identidade ou necessidades.

Perfil multicanal

Voltando à pesquisa encomendada pelo Google à Ipsos, o levantamento revela que o brasileiro consolidou os hábitos de compra adquiridos ao longo dos últimos anos e cada vez mais compra por meio de diferentes canais, sejam de e-commerce ou de lojas físicas.

No total, 72%  dos entrevistados afirmaram que compraram tanto em canais on-line quanto off-line nos últimos seis meses, em um crescimento de 10 pontos percentuais em relação ao ano passado. Para a Black Friday de 2022, 57% dos entrevistados afirmaram que pretendem fazer compras por meio de sites, 51% por meio de aplicativos e 45% por meio de lojas físicas.

Commerce

Outra novidade apresentada durante o evento foi o modelo de maturidade digital do Google: o Commerce Maturity, desenhado para acelerar as estratégias de Commerce, o que permitirá analisar o nível de maturidade das empresas em relação às estratégias de venda.

O modelo inclui Fundamentos do Commerce, com estratégias de produtos e preços, gerenciamento de cadeia de suprimentos, previsão de demanda, entre outros; Crescimento do Negócio, que envolve a coordenação dos processos de diferentes áreas de forma alinhada aos objetivos do negócio e gestão de relacionamento com o cliente; Marketing com ações que englobam a criação de feeds de produtos para diferentes canais para adquirir clientes de forma mais eficiente; e, por último, Experiências que reduzam a fricção na compra e permitam a fidelização de consumidores.

“O Commerce Maturity vai permitir que a gente compartilhe com os clientes todo o nosso conhecimento sobre o assunto para que eles possam usar toda a força do digital para alavancar suas estratégias e resultados, seja vendendo por canais on-line ou off-line”, destaca Vinicius Zimmer, líder de produto para o Google Shopping no Brasil e responsável pelo Commerce Maturity.

O que os brasileiros querem comprar

A pesquisa apresentada durante o evento Black Friday Connections Store também mostra que, em  média, cada consumidor pretende adquirir produtos de cinco categorias neste ano — no ano passado, a média era de 4,2 categorias por pessoa. Roupas e acessórios estão no topo da lista de desejos dos brasileiros, com quase metade (47%) das pessoas declarando que comprarão produtos dessa categoria.

Entre as mais populares, é possível encontrar também Livros e Itens de papelaria. Em 2022, a intenção de compra saltou de 31% a 43%, sinalizando que a Black Friday deve ser usada para antecipar as compras de material escolar, por exemplo. 

Em terceiro lugar estão Calçados, cuja intenção de compra mais que dobrou (era de 17% em 2021 e saltou para 38% neste ano). Celulares aparecem em quarto lugar no ranking da intenção de compra, após apresentarem uma pequena alta neste ano saindo de 34% para 36% do total de entrevistados.

Em quinto lugar está o interesse por eletroportáteis, cuja intenção de compra era de 18% em 2021 e passou a 33% em 2022, o que mostra que o brasileiro quer estar com a casa equipada para receber os amigos durante os jogos da Copa do Mundo, bem como nas festas de fim de ano como Natal e Ano-Novo.

Mais lidas
Últimas notícias