metropoles.com

Brasileiro gastará mais e melhor na Black Friday 2022, aponta Google

Durante o evento Black Friday Connections Store 2022, em São Paulo, empresa apresentou dados e estratégias para o período

atualizado

Compartilhar notícia

Divulgação/Google Connections Store
Black Friday
1 de 1 Black Friday - Foto: Divulgação/Google Connections Store

São Paulo — A pouco mais de um mês para a Black Friday, muita gente está se preparando para comprar produtos com preços mais em conta. Para aproveitar a data, os preparativos precisam começar desde já, uma vez que o período é uma excelente oportunidade para as marcas darem um upgrade nos negócios, bem como alavancar as vendas.  

Diante dessa perspectiva, o Google reuniu, nesta quinta-feira (29/9), em São Paulo, executivos das áreas de Varejo, Produtos e Commerce no evento Black Friday Connections Store 2022 para mostrar dados e estratégias sobre o período. O Metrópoles está presente fazendo a cobertura do evento. 

Durante o encontro, o Google apresentou uma pesquisa encomendada ao Instituto Ipsos, mostrando que o brasileiro está otimista de que poderá gastar mais e melhor nesta Black Friday. Entre mil entrevistados, 71% declarou que pretende comprar na temporada, alta de 16 pontos percentuais ou 29% de crescimento se comparado ao ano anterior.

Uma das razões é o aumento da confiança da classe C, cuja intenção de compra cresceu 32% em relação a 2021; enquanto que nas classes A e B, foi de 23%.

“A temporada vai ocorrer junto à Copa do Mundo. É também o momento em que o consumidor está com o bolso mais apertado. Quase metade dos brasileiros está com o orçamento comprometido com os gastos, mas ao mesmo tempo, estão otimistas”, declarou Gleidys Salvanha, diretora de Negócios para o Varejo do Google Brasil. Ela ainda ressaltou que, justamente por estar com pouco dinheiro, a escolha de produtos precisa ser certeira.

Já Fernanda Bromfman, líder de Commerce em GCS — Google Customer Solutions, afirmou que a Black Friday é a estrela do momento. “Quando a gente sobrepõe o que acontece em dias de jogos mundiais, por exemplo, vemos uma queda apenas no horário do jogo. O consumidor chega bem omnichannel para esta Black Friday”, explicou.

Além dos executivos do próprio Google, incluindo Fabio Coelho, presidente do Google no Brasil, o encontro foi marcado pelo protagonismo feminino e reuniu grandes executivas como Luiza Helena Trajano, que comanda a rede Magazine Luiza e outras empresas integradas da holding; Cristiane, artilheira da Seleção Brasileira de futebol feminino; e Natalie Nixon, estrategista criativa da Figure 8 Thinking.

0

Lançamento do site

A novidade do Google para a Black Friday deste ano inclui o lançamento de site com informações e recomendações para apoiar clientes e parceiros neste momento intenso de preparação. A página traz uma série de guias sobre como usar os produtos da empresa para alavancar resultados de vendas na temporada.

Na página, é possível encontrar artigos com recomendações de como gerar melhores resultados com campanhas Performance Max. Os anunciantes também encontrarão dicas sobre o que fazer com campanhas quando o estoque de um produto acabar, qual caminho tomar quando o preço de um item mudar ou como aumentar o engajamento de clientes, entre outros. Confira algumas das novidades:

Página de recomendações: o espaço analisa o histórico de desempenho do anunciante, as configurações da campanha, bem como as tendências em todo o Google para gerar automaticamente sugestões que podem melhorar o desempenho. 

Guia de Commerce: traz informações que ajudam empresas de todos os tamanhos a aumentar as vendas e alcançar novos clientes, utilizando a plataforma do Google.

SA360: traz um playbook completo do Search ADS para a Black Friday, incluindo uma área para simular os lances de estratégias, recomendações de como configurar o ajuste de sazonalidade e dicas para acompanhar os resultados do período.

Consumidor mais exigente

Além de preços mais vantajosos, os brasileiros estão mais atentos à qualidade. Segundo uma pesquisa feita em maio pela Offerwise a pedido do Google, quase metade (45%) dos consumidores entendem que, passadas as restrições da pandemia da Covid-19, eles agora podem decidir de forma mais consciente quais produtos, marcas e serviços comprar.

Essa mesma pesquisa também mostrou que 8 em cada 10 pessoas estariam dispostas a trocar de marca caso entendam que ela não está conectada à identidade ou necessidades.

Perfil multicanal

Voltando à pesquisa encomendada pelo Google à Ipsos, o levantamento revela que o brasileiro consolidou os hábitos de compra adquiridos ao longo dos últimos anos e cada vez mais compra por meio de diferentes canais, sejam de e-commerce ou de lojas físicas.

No total, 72%  dos entrevistados afirmaram que compraram tanto em canais on-line quanto off-line nos últimos seis meses, em um crescimento de 10 pontos percentuais em relação ao ano passado. Para a Black Friday de 2022, 57% dos entrevistados afirmaram que pretendem fazer compras por meio de sites, 51% por meio de aplicativos e 45% por meio de lojas físicas.

Commerce

Outra novidade apresentada durante o evento foi o modelo de maturidade digital do Google: o Commerce Maturity, desenhado para acelerar as estratégias de Commerce, o que permitirá analisar o nível de maturidade das empresas em relação às estratégias de venda.

O modelo inclui Fundamentos do Commerce, com estratégias de produtos e preços, gerenciamento de cadeia de suprimentos, previsão de demanda, entre outros; Crescimento do Negócio, que envolve a coordenação dos processos de diferentes áreas de forma alinhada aos objetivos do negócio e gestão de relacionamento com o cliente; Marketing com ações que englobam a criação de feeds de produtos para diferentes canais para adquirir clientes de forma mais eficiente; e, por último, Experiências que reduzam a fricção na compra e permitam a fidelização de consumidores.

“O Commerce Maturity vai permitir que a gente compartilhe com os clientes todo o nosso conhecimento sobre o assunto para que eles possam usar toda a força do digital para alavancar suas estratégias e resultados, seja vendendo por canais on-line ou off-line”, destaca Vinicius Zimmer, líder de produto para o Google Shopping no Brasil e responsável pelo Commerce Maturity.

O que os brasileiros querem comprar

A pesquisa apresentada durante o evento Black Friday Connections Store também mostra que, em  média, cada consumidor pretende adquirir produtos de cinco categorias neste ano — no ano passado, a média era de 4,2 categorias por pessoa. Roupas e acessórios estão no topo da lista de desejos dos brasileiros, com quase metade (47%) das pessoas declarando que comprarão produtos dessa categoria.

Entre as mais populares, é possível encontrar também Livros e Itens de papelaria. Em 2022, a intenção de compra saltou de 31% a 43%, sinalizando que a Black Friday deve ser usada para antecipar as compras de material escolar, por exemplo. 

Em terceiro lugar estão Calçados, cuja intenção de compra mais que dobrou (era de 17% em 2021 e saltou para 38% neste ano). Celulares aparecem em quarto lugar no ranking da intenção de compra, após apresentarem uma pequena alta neste ano saindo de 34% para 36% do total de entrevistados.

Em quinto lugar está o interesse por eletroportáteis, cuja intenção de compra era de 18% em 2021 e passou a 33% em 2022, o que mostra que o brasileiro quer estar com a casa equipada para receber os amigos durante os jogos da Copa do Mundo, bem como nas festas de fim de ano como Natal e Ano-Novo.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?