Os bastidores das notícias, e os principais personagens, que movimentam a política do Distrito Federal

Covid-19: vacinação de rodoviários no DF será feita por lista e idade

Imunização começa nesta quinta-feira (3/6) na UBS 5, em Ceilândia; no Estacionamento 13 do Parque da Cidade; e na UBS 1, do Riacho Fundo 1

atualizado 02/06/2021 15:52

Rodoviários fazem manifestação por vacinaRafaela Felicciano/Metrópoles

O secretário-chefe da Casa Civil do Governo do Distrito Federal (GDF), Gustavo Rocha, afirmou nesta quarta-feira (2/6) que a vacinação dos rodoviários do DF será iniciada por faixas etárias. Segundo o titular da pasta, a imunização ocorrerá de acordo com a lista encaminhada pelo sindicato da categoria.

“Serão quatro mil doses, começando nesta quinta (3), com mil doses, e seguindo a partir de segunda-feira da próxima semana. O que a Secretaria de Saúde pediu era que fossem considerados, primeiramente, motoristas e cobradores. E, dentro desse grupo, fosse analisada também a idade dessas pessoas. Porque são os motoristas e cobradores que estão realmente na linha de frente e precisam ser imunizados mais rapidamente. Então, motoristas e cobradores, levando em consideração a idade, ou seja, começando pelos motoristas e cobradores mais velhos e reduzindo a idade ao longo dos dias.”

Gustavo Rocha adiantou que a vacinação se dará na UBS 5, em Ceilândia; no Estacionamento 13 do Parque da Cidade; e na UBS 1, do Riacho Fundo 1. É preciso levar documento de identidade.

O Governo do Distrito Federal (GDF) decidiu antecipar a vacinação contra Covid-19 para rodoviários. Inicialmente, o governador Ibaneis Rocha (MDB) informou, na manhã desta quarta, que a imunização da categoria começaria na próxima semana.

Mas, no início da tarde, veio a antecipação da data para esta quinta-feira (3). A previsão é que a imunização seja feita, inicialmente, com 4 mil doses, com aplicação de 1 mil unidades por dia.

O Sindicato dos Rodoviários informou que está conversando, neste momento, com a Secretaria de Saúde do DF. “O que já nos foi comunicado é que serão destinadas 12 mil doses para a categoria, o que atende a todos os trabalhadores ativos. Isso será feito de acordo com a disponibilidade de doses, em 3 etapas”, pontuou a entidade.

Segundo o sindicato, na primeira etapa serão 4 mil doses, e haverá outras duas outras etapas com mesmo quantitativo. Ainda de acordo com os rodoviários, “o critério que será seguido é o de idade, a começar pelos que têm de 58 anos para baixo. Os nomes dos que preenchem os requisitos serão repassados à secretaria, e quando forem aos postos previamente definidos já estarão habilitados. Este processo está sendo montado neste momento”.

Mais doses

Nesta manhã, o DF recebeu 74.250 doses da vacina contra Covid-19 da AstraZeneca. O avião com os imunizantes pousou em Brasília às 8h20. Na sexta (4), a capital receberá mais 8.190 doses da Pfizer, segundo informações do Ministério da Saúde.

 

0

De acordo com a Secretaria de Saúde, todas as vacinas que chegaram nesta quarta serão usadas como D1 (primeira dose), sendo:

  • 60.183 para o grupo de pessoas com comorbidades e para pessoas com deficiência permanente;
  • 6.640 para trabalhadores da educação do ensino básico (o que sobra é o destinado para os 10% de perda técnica).

“A pasta reforça que uma porcentagem dessas doses será destinada ainda ao grupo de 59 anos sem comorbidades”, informou a SES, em nota. Além dessa remessa, o DF espera receber na sexta-feira (4/6) um lote com 8.190 vacinas da Pfizer.

Últimas notícias