Os bastidores das notícias, e os principais personagens, que movimentam a política do Distrito Federal

Com Covid, ex-secretário de Turismo conta que perdeu 2ª dose por um dia

Jaime Recena, que está internado em Brasília, relatou que tentou se vacinar antes de viajar a São Paulo, mas não obteve sucesso

atualizado 26/09/2021 21:30

O ex-secretário de Turismo do Distrito Federal, Jaime Recena, afirmou, neste domingo (26/9), que tentou antecipar a segunda dose da vacina contra Covid-19 antes de viajar a São Paulo, onde acredita que foi infectado pelo novo coronavírus.

O jornalista compareceu ao posto de saúde localizado na L2 Sul, em Brasília, mas a antecipação do calendário estava restrita ao dia anterior marcado na carteira de vacinação dele. Por isso, foi impedido de receber a chamada D2.

O atual diretor de relações governamentais da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) está internado no Hospital Santa Lúcia Norte com 50% da capacidade pulmonar comprometida. Além dele, a companheira Marina Toledo e o filho dela, Luis Henrique Toledo, também testaram positivo para a doença e estão com sintomas leves.

“Fiquei 1h40 na fila e na hora de ser atendido a pessoa responsável não aceitou, porque a data que eu havia tomado a primeira dose estava com 1 dia de desconformidade”, relatou.

O episódio ocorreu no dia 1º de setembro, poucos dias antes de o jornalista ser infectado pela doença. Jaime acredita que o contato com o vírus teria ocorrido na cidade de São Paulo (SP), onde tem desempenhado a nova função.

A Secretaria de Saúde informa que “a antecipação da segunda dose somente é autorizada com base em análises técnicas, levando em consideração o número de pessoas que têm marcado o dia de retorno aos pontos de vacinação e o estoque disponível na rede”, explicou.

Ainda de acordo com o texto, “conforme foi anunciado em coletiva de imprensa, hoje é possível antecipar a D2 de Pfizer para quem tem marcada a dose de complemento do ciclo vacinal até o dia 27 de outubro. Quando for possível, a pasta irá anunciar nova antecipação”.

Quadro estável

Com 4o anos, Jaime Recena está com quadro geral avaliado como estável e com suporte de oxigênio não invasivo. Ele permanecerá sob cuidados da equipe médica.

Últimas notícias