Os bastidores das notícias, e os principais personagens, que movimentam a política do Distrito Federal

BBB: após Thaís simular Libras, entidades do DF exigem espaço na Globo

Representantes dos surdos repudiaram atitude da sister e exigem posicionamento da emissora a evitar crescimento do preconceito sobre a causa

atualizado 14/04/2021 14:43

Reprodução / BBB

Com a criação de um abaixo-assinado, o qual se aproxima de 1,5 mil participantes, entidades do Distrito Federal que representam pessoas surdas encaminharam uma nota de repúdio à TV Globo para pedir retratação da emissora sobre o comportamento de Thaís Braz, integrante do elenco da atual edição do Big Brother Brasil. O caso foi revelado pelo Metrópoles.

Recentemente, a sister simulou a atuação de um intérprete da Língua Brasileira de Sinais (Libras) durante a transmissão (reprodução em destaque), ao vivo, quando Gil estava com a palavra. A Libras foi reconhecida como meio legal de comunicação pela Lei Federal 10.436, de 24 de abril de 2002. Uma ação judicial não está descartada.

“Preconceitos e brincadeiras pejorativas jamais serão aceitas por um grupo que luta por reconhecimento e direitos. Para tanto, a fim de se evitar medidas judiciais cabíveis, as entidades acima não apenas pedem, mas exigem uma retratação pública e um pedido de desculpas à comunidade de surdos e profissionais de Libras, não apenas da participante, mas também da Rede Globo de Televisão, no mesmo programa, além da exibição, em tempo igual ao usado pela participante, de conteúdo de valorização da língua brasileira de sinais”, registram no texto.

Leia a nota na íntegra:

Nota à Rede Globo by Metropoles on Scribd

Abaixo assinado

Na terça-feira (13/4), o Centro Brasiliense de Defesa dos Direitos Humanos e o Sindicato dos Trabalhadores Intérpretes de Libras de Brasília criaram um abaixo-assinado para repudiar a sister O protesto também teve a adesão da Associação dos Pais e Amigos dos Deficientes Auditivos (Apada-DF).

“Repudiamos o comportamento preconceituoso e desrespeitoso da participante Thaís Faria Braz, da 21ª edição do BBB, que, durante a transmissão do programa, utilizou de forma pejorativa gestos para simular a atuação de um tradutor/intérprete da Língua Brasileira de Sinais (Libras). Libras completará, nos próximos dias, 19 anos de reconhecimento como língua oficial brasileira”, inicia o pedido.

De acordo com os autores, “o comportamento da Thaís ofende a comunidade surda e todos os profissionais de Libras que lutam até hoje por reconhecimento. Exigimos a imediata retratação da participante e da Rede Globo com exibição, em tempo igual, de conteúdo para valorização da língua de sinais. Não aceitaremos preconceito e brincadeira com a língua de um povo que resiste em um país por mais reconhecimento e direitos”, reforçam.

O abaixo-assinado pode ser acessado aqui.

Veja o vídeo compartilhado nas redes:

Desrespeito

Segundo Michel Platini, presidente do Centro Brasiliense de Defesa dos Direitos Humanos e fundador do Sindicato dos Trabalhadores Intérpretes de Libras de Brasília, o tema não é motivo para brincadeira.

“Quem brinca com essa língua, brinca também com os profissionais intérpretes, brinca com um povo que resiste e luta por inclusão e respeito. O capacitismo precisa ser combatido e, por isso, exigimos uma retratação”, disse.

Ele explica que o termo capacitismo é usado na construção social de um corpo padrão denominado como “normal” e da subestimação da capacidade e aptidão de pessoas em virtude de suas deficiências.

A participante foi eliminada do programa nessa terça com 82% de rejeição.

Últimas notícias