Por Ilca Maria Estevão, Rebeca Ligabue, Sabrina Pessoa, Marcella Freitas, Carina Benedetti e Luiz Maza

Veja a última coleção deixada por Virgil Abloh para a Louis Vuitton

O compilado foi deixado pelo designer antes de morrer, em novembro de 2021

atualizado 22/01/2022 11:24

Kristy Sparow/Getty Images

Uma celebração do imenso legado deixado por Virgil Abloh. Foi com essa proposta que a Louis Vuitton apresentou a coleção de outono/inverno 2022 na Semana de Moda Masculina de Paris. Intitulado Louis Dreamhouse, o desfile foi o último trabalho desenvolvido pelo designer antes do seu falecimento, em novembro de 2021.

Vem conferir todos os detalhes!

Giphy/Louis Vuitton/Divulgação

À frente da grife francesa desde 2018, Virgil Abloh desenvolveu um trabalho que extrapolou as fronteiras da moda. O resultado da sua enorme contribuição pôde ser conferido na oitava e última coleção desenvolvida por ele para a linha masculina da maison.

Antes da morte em decorrência de um câncer, em novembro de 2021, aos 41 anos, Virgil cuidou de todos os detalhes dessa nova coleção. De acordo com Michael Burke, presidente da Louis Vuitton, ele deixou “95% do trabalho pronto”, como contou em entrevista ao site WWD.

O desfile apresentou uma coleção com todas as principais características do trabalho de Virgil Abloh à frente da marca. De uma maneira surrealista e – por que não? – lúdica, o designer entregou uma apresentação que evidencia seu legado.

A última coleção assinada por Virgil Abloh para a Louis Vuitton foi apresentada na Semana de Moda Masculina de Paris

 

O designer norte-americano faleceu em novembro de 2021

 

Somando esse trabalho, Virgil apresentou oito coleções para a grife francesa

Entre os destaques, está o luxo subversivo, em referência à arte de rua; as estampas florais e coloridas; bem como o uso de cintos-bolsas com fivelas que chamaram a atenção. Em relação aos acessórios, os chapéus e gorros que se assemelham a orelhas de animais foram a sensação.

Toda a concepção do desfile fez parte do que a marca chamava de “Ideologia da Infância” de Abloh. A proposta era ver o mundo com os olhos de uma criança. “Por meio dessa lente, a membrana entre realidade e imaginação é inexistente. Os sonhos podem se tornar realidade”, explicou a Louis Vuitton em nota sobre a coleção.

Chapéus e gorros foram os destaques no quesito acessórios

 

A coleção tem toques surrealistas e lúdicos

 

Além de celebrar o legado de Virgil Abloh

A partir do cenário azul-celeste, apelidado de Louis Dreamhouse, modelos, dançarinos e uma orquestra se uniram para uma performance que homenageou Virgil Abloh. O reconhecimento veio por meio da ovação emocionada na presença da esposa do designer, Shannon, e nomes como J Balvin, Victor Cruz, Naomi Campbell, Venus Williams e Tyler, the Creator, que ficou responsável pela trilha sonora do desfile.

O evento começou com dançarinos acrobáticos, aparentemente saltando de uma escada que levava ao set. Paralelamente, membros da Orquestra Chineke da Grã-Bretanha, que defende a diversidade na música clássica, tocavam sob a direção do famoso maestro venezuelano Gustavo Dudamel.

A modelo Naomi Campbell, amiga de Virgil, esteve presente no desfile

 

Assim como Kim Jones, diretor criativo da Dior Men

 

E o cantor colombiano J Balvin

A Louis Vuitton, que pertence ao grupo LVMH, ainda não comunicou a quem caberá o cargo deixado por Abloh. Após a morte do criador, há apenas um outro designer negro à frente de uma grande grife, Olivier Rousteing, da Balmain. O que nos resta é referenciar o trabalho de Virgil e torcer para que os seus avanços conquistados continuem.


Colaborou Luiz Maza

Mais lidas
Últimas notícias