Por Ilca Maria Estevão, Rebeca Ligabue, Hebert Madeira e Sabrina Pessoa

Tom Ford: segundo livro do estilista norte-americano chega em novembro

Com prefácio escrito por Anna Wintour, o volume celebra a evolução da grife homônima do designer

atualizado 17/08/2021 13:07

Tom FordJP Yim/Getty Images

Com belas imagens e recheios densos, livros de grifes famosas costumam ser usados como itens de decoração. São os chamados coffee table books (livros de mesa de centro, em tradução livre). Um deles, publicado em 2004, é o que leva o nome do premiado estilista Tom Ford. Se você acompanha revistas e canais de décor, já deve tê-lo visto na casa de alguma celebridade. Recentemente, o designer norte-americano anunciou o próximo volume, intitulado Tom Ford 002, pela editora Rizzoli New York.

Vem saber o que esperar do lançamento!

@cfda/Giphy/Reprodução

Tom Ford 002

A próxima publicação dedicada à carreira de Tom Ford chega às livrarias em novembro e já está em pré-venda. O livro também está no e-commerce do designer e, no Brasil, é possível encomendá-lo pela Amazon. Com 444 páginas, o volume 002 explora visualmente o trabalho de Tom Ford desde que ele deixou a direção criativa da Gucci, em 2004.

O conteúdo celebra a evolução e o sucesso da grife homônima do estilista, lançada em 2005. A marca atua nas categorias de moda, eyewear e cosméticos. Editada pelo próprio Tom Ford, a obra incluirá fotos já conhecidas, registros inéditos e comentários do estilista, que completa 60 anos no dia 27 deste mês.

Assim como no primeiro livro, quem assina o prefácio do segundo volume é ninguém menos que Anna Wintour, editora-chefe da Vogue estadunidense e diretora de conteúdo global da Condé Nast. O projeto também retoma as colaborações do jornalista canadense Graydon Carter (fundador e coeditor do site Air Mail e ex-editor da Vanity Fair), que assina a introdução, e de Bridget Foley, que foi editora-executiva do WWD por 30 anos.

Tom Ford no Met Gala
O segundo livro do estilista Tom Ford está a caminho

 

Livro Tom Ford 002
Tom Ford 002 chega em novembro, 17 anos após o lançamento do primeiro volume

 

Anna Wintour
Assim como no primeiro livro, Anna Wintour assina o prefácio da nova obra

 

Tom Ford na passarela
O próprio estilista editou a publicação, que também tem colaborações de Graydon Carter (na introdução) e Bridget Foley

 

Campanhas e filmes

As imagens que ilustram o livro incluem campanhas feitas por fotógrafos renomados na indústria da moda, como Steven Klein e Nick Knight, além de duos, como Mert & Marcus e Inez & Vinoodh. Nas fotos, as peças do estilista vestem celebridades do entretenimento, a exemplo de Beyoncé, Jennifer Lopez, Rihanna, Zendaya e Timothée Chalamet, bem como top models, incluindo Gigi Hadid e Joan Smalls.

Desde 2019, Tom Ford é chairman do Conselho de Designers de Moda da América (Council of Fashion Designers of America, ou CFDA). Além da atuação na moda, o livro Tom Ford 002 abordará outras facetas do estilista após a Gucci, como a carreira de cineasta, que rendeu dois filmes, ambos indicados em categorias de atuação do Oscar: Direito de Amar (2009) e Animais Noturnos (2016).

Zendaya no Critics' Choice Awards 2020
Neste clique, Zendaya usa um look da marca Tom Ford. A atriz é uma das celebridades que aparecerão no segundo livro do estilista

 

Timothée Chalamet, de Tom Ford
O ator Timothée Chalamet também estará no livro. Aqui, ele veste Tom Ford no último Festival de Cannes

 

Desfile Tom Ford
A obra, pela editora Rizzoli New York, engloba campanhas e fotos inéditas entre o conteúdo imagético

 

Tom Ford posa com espelho atrás
Tom Ford também é cineasta, com dois premiados filmes no currículo: Direito de Amar e Animais Noturnos

 

Livro anterior

O primeiro livro de Tom Ford foi lançado em 2004, pela mesma editora, e abordou toda a carreira do estilista até aquele ano, incluindo seu prestigiado trabalho na direção criativa da Gucci ao longo de uma década. Já a passagem pela Saint Laurent, também como diretor criativo de prêt-à-porter, foi de 1999 e 2004. A linha de alta-costura foi encerrada com a aposentadoria do próprio Yves Saint Laurent, em 2002.

Nascido na cidade de Austin, no Texas (Estados Unidos), Tom Ford entrou na Gucci em 1990 como estilista de prêt-à-porter e se tornou diretor criativo quatro anos depois, quando Dawn Mello deixou o cargo.

Quase falida na época, a grife recuperou a relevância sob o olhar de Ford, ganhou uma forte abordagem sexual e teve as vendas multiplicadas. Quando o estilista deixou a label, por discordâncias criativas, ela valia cerca de US$ 10 bilhões.

Colaborou Hebert Madeira

Últimas notícias