Por Ilca Maria Estevão, Rebeca Ligabue, Sabrina Pessoa, Marcella Freitas, Carina Benedetti e Luiz Maza

London Fashion Week: estilista brasileira estreia com a marca SSJheni

Na primavera/verão 2023, Erdem, Nensi Dojaka e JW Anderson também estão entre os destaques da Semana de Moda de Londres

atualizado 21/09/2022 21:12

Looks da marca SSJheniTize Salati/SSJheni/Divulgação

O London Fashion Week (LFW), com a temporada de primavera/verão 2023, aconteceu entre os dias 16 e 20 de setembro. Devido à morte recente da rainha Elizabeth II, algumas marcas renomadas, como Burberry e Raf Simons, decidiram cancelar as apresentações que fariam na edição. Outras, que optaram por manter a participação, prestaram homenagens à monarca. Na segunda-feira (19/9), não houve shows, em respeito ao funeral. Ao longo da programação, o evento britânico, conhecido por ser uma espécie de laboratório de experimentação tecnológica e trampolim para novos talentos, reuniu desfiles marcantes. Entre os destaques, está a marca brasileira SSJheni, estreante na Semana de Moda de Londres, além de Erdem, Nensi Dojaka e JW Anderson.

Vem ver!

Giphy/@ssjheni/Instagram/Reprodução

SSJheni

Jheni Ferreira, de 28 anos, é uma jovem estilista autodidata. Nasceu em Cândido Mota, no interior de São Paulo. Formada em ciências sociais com ênfase em antropologia pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), ela aplica conceitos de socioeconomia e sustentabilidade nas criações de moda.

Oriunda de uma família de costureiras, a paulista lançou a própria marca, batizada de SSJheni, em 2019. Todas as peças são desenvolvidas a partir da técnica de upcyling, por meio do reaproveitamento de materiais garimpados em brechós e arquivo de outras etiquetas.

Nesta temporada de primavera/verão 2023, a marca brasileira estreou no London Fashion Week, com uma apresentação na Hoxton Gallery, na capital britânica. Foi o primeiro desfile da label.

“A estreia foi maravilhosa! Apesar do nervosismo, o show foi um sucesso e eu não poderia estar mais orgulhosa”, celebra Jheni, em entrevista à coluna. “Para uma mulher que fez costura no próprio quarto, é quase inacreditável que este momento tenha chegado. Espero, com esse desfile, que minha marca e história se tornem referência para pessoas de onde eu vim”, diz.

A inspiração saiu da “gambiarra” e dos personagens das ruas do centro de São Paulo. “O processo experimental de moulage entra como conceito nas peças do desfile”, conta Jheni. “Foi muito divertido compor os melhores looks para cada modelo. Amo todos”, acrescenta.

Na passarela, a marca revelou composições com aspecto descolado: retalhos aparentes e tecidos com pontas caídas, para garantir movimento. Recortes, colagens, cintura baixa e pegada urbana também estão entre as apostas, além de botas over the knee.

O show na Semana de Moda de Londres foi realizado com patrocínio da Riachuelo. Além do apoio financeiro, a varejista forneceu tecidos da própria fábrica. “Nós acreditamos que o mundo da moda pode ser um espaço que acolhe projetos sustentáveis, liderados por mulheres em campos de autoridade e artistas independentes. Justamente por isso, escolhemos apoiar Jheni no projeto de lançamento internacional da SSJheni”, apontou Valesca Guimarães, gerente executiva de sustentabilidade da Riachuelo.

Looks da marca SSJheni
A SSJheni foi fundada pela paulista Jheni Ferreira

 

SSJheni no London Fashion Week
A label estreou no London Fashion Week nessa terça-feira (20/9), com apoio da Riachuelo

 

SSJheni no London Fashion Week
A marca é focada em upcycling

 

SSJheni no London Fashion Week
A participação no evento internacional também foi o primeiro desfile da história da SSJheni

 

SSJheni no London Fashion Week
“Meu planos para o futuro incluem ter a oportunidade de estudar e aprender sobre moda; e pensar em roupas como obras de arte, fazendo peças únicas. Quero entrar no nicho da arte, expor minhas peças e divulgar o meu processo da SSJheni”, aponta a estilista Jheni Ferreira

Erdem

Presença frequente no London Fashion Week, a Erdem compôs o calendário de spring/summer 2023. O estilista Erdem Moralioglu se inspirou no trabalho de bastidores dos restauradores de museus. Obras que ficam nessas instituições também foram referência para o designer, sobretudo as do século 18.

“Comecei a pesquisa da coleção no Museu Britânico [onde o desfile foi realizado] e levei a equipe de design para ver como eles estavam restaurando gravuras do século 17; ou como eles podem lidar com a restauração de uma tapeçaria ou um mestre holandês”, explicou Erdem à Vogue Runway.

Um dos pontos altos na passarela são os véus, colocados em diferentes looks. Com tom sombrio e toque de elegância, vestidos estruturados e conjuntos de alfaiataria ganharam o adereço. O floral print também apareceu.

Look com véu preto na passarela da Erdem
A Erdem se apresentou na Semana de Moda de Londres no dia 18

 

Vestido preto florido na passarela da Erdem
Para a temporada no London Fashion Week, Erdem Moralioglu se inspirou no trabalho de restauração em museus

 

Look com véu preto na passarela da Erdem
Os véus com ar sombrio foram colocados em vários visuais

Nensi Dojaka

Recortes, assimetria e transparência já fazem parte do DNA criativo de Nensi Dojaka. No spring/summer 2023, não foi diferente. A estilista apresentou visuais sensuais, imponentes e sofisticados.

Na catwalk, surgiram vestidos curtos com mood de lingerie, shorts e jaquetas. Destaque para o decote no estilo sutiã taça, texturas em metalizado, brilho e correntes, além do jeans e enfeites delicado, com direito a formato de coração.

Vestido preto com decote em detalhe de coração e fenda na passarela da Nensi Dojaka
Nensi Dojaka é conhecida por produções ousadas e inconfundíveis

 

Look bege com decote de sutiã taça na passarela da Nensi Dojaka
A apresentação no LFW aconteceu no dia 18

 

Look metalizado com correntes e jeans na passarela da Nensi Dojaka
As propostas são sensuais e rebuscadas, ao mesmo tempo

JW Anderson

Criações nada óbvias e provocativas estão no repertório da grife JW Anderson, do estilista Jonathan Anderson. Para esta temporada no LFW, o designer realizou um show próximo à loja principal da marca, na Wardour Street.

Nos looks, a reflexão ficou voltada para o uso exagerado da tecnologia e de redes sociais. “Estamos caindo em nossas telas, nos tornando nossos telefones? Eu acho que é realmente como um universo alternativo, e há camadas e camadas nele. É provavelmente sobre realismo. Não acho que seja sobre futurismo. É mais sobre um reflexo de nós mesmos de alguma forma”, declarou à imprensa.

Vale reparar em estampas descontraídas e até aplicações com letras que remetiam a teclados de computadores. Um dos visuais foi uma grande bolha metálica em forma de vestido com superfície prateada distorcida.

Camiseta vestido com o planeta Terra estampado
Apresentação da marca JW Anderson  durante a Semana de Moda de Londres

 

Vestido preto com teclas de teclado
O spring/summer 2023 de Jonathan Anderson levou reflexão sobre a era digital para o London Fashion Week

 

Vestido em forma de bolha metália
As criações são instigantes

Primavera/verão 2023

O principal circuito internacional de semanas de moda começou em Nova York com a primavera/verão 2023. Entre os highlights do London Fashion Week, também estão nomes como Sohuman, Daniel W. Fletcher, Bethany Williams, Bora Aksu, Rejina Pyo, Simone Rocha, Christopher Kane e Emilia Wickstead, entre outros. O encerramento ficou com Richard Quinn. Na sequência, os desfiles em Milão seguirão até a próxima segunda-feira (26/9). Depois, a Semana de Moda de Paris acontecerá de 26 de setembro a 4 de outubro.

 


Colaborou Rebeca Ligabue

Mais lidas
Últimas notícias