Por Ilca Maria Estevão, Rebeca Ligabue, Sabrina Pessoa, Marcella Freitas, Carina Benedetti e Luiz Maza

Grifes celebram o ano do tigre em homenagem ao calendário chinês

Etiquetas como Prada, Gucci, Balenciaga e Dior lançaram coleções inspiradas no tigre para comemorar a nova fase da lua

atualizado 07/01/2022 18:47

Camapanha da Gucci para o Ano-Novo chinêsGucci/Divulgação

Força e coragem: essas são as virtudes atribuídas ao tigre, animal que rege 2022, de acordo com o Zodíaco Chinês. Como de habitual, grifes ocidentais desenvolvem coleções exclusivas para comemorar o Ano-Novo Lunar, festividade mais importante da China, em 1 de fevereiro. O movimento é uma tradição para o comércio de luxo porque os chineses representam expressiva parcela do consumo do setor. Marcas como a Prada, Gucci, Balenciaga e Dior apostaram em novidades com elementos que levam o animal, além de criar iniciativas para a proteção da espécie.

Vem saber mais!

@ShibuichiWaika/Giphy/Reprodução
“Feliz Ano-Novo”

Gucci

A coleção Gucci Tiger chega como uma celebração ao feriado chinês com o destaque para os elementos que o cercam, como a natureza. Uma versão contemporânea do tigre foi misturada com a impressão do logotipo da marca, formando uma conexão entre o passado e o presente. 

A maioria das peças têm estampas com cenários de vegetação de flores coloridas com símbolo do tigre sempre presente. Os itens variam entre casacos, blusas, relógios, óculos, bolsas, cardigãs e calçados.  De acordo com a Gucci, o animal expressa o fascínio do diretor criativo, Alessandro Michele, pela beleza da natureza.

A coleção Gucci Tiger chega como uma celebração ao feriado chinês

 

A proposta da grife é fortalecer a natureza e o animal

 

Uma nova versão do logo foi feita a partir da conexão entre a marca com o espírito da festividade

 

O animal expressa o fascínio de Alessandro Michele pela beleza da natureza

Prada

Intitulada ChunXia, a coleção da Prada aposta na grandiosidade do maior felino que existe, no entanto, desenvolve uma ação para protegê-los da extinção. Para aumentar a conscientização, a marca está contribuindo para o Programa Caminhando com Tigre e Leopardo, da China Green Foundation, que compartilha informações sobre a vida selvagem e a biodiversidade usando métodos de monitoramento de tecnologia com o objetivo de criar um espaço para os animais.

As cores vermelho, preto e branco dão o tom para todas as peças da coleção, com calças, blusas, bolsas, casacos bombers e botas, realçando os aspectos geométricos. A marca também investiu na transformação do seu logotipo, que virou um ícone baseado nas técnicas clássicas chinesas e nos atributos característicos do tigre.

Intitulada ChunXia, a coleção da Prada aposta na grandiosidade do maior felino que existe

 

A marca também desenvolveu uma ação para protegê-los da extinção

 

As cores vermelho, preto e branco dão o tom para todas as peças da coleção

 

O logotipo ganhou uma cara nova

Dior

O que poderia surgir da parceria entre Kim Jones, diretor de criação da Dior Men, com o pintor norte-americano Kenny Scharf? Uma coleção de primavera que apresenta a versão do tigre sob a sua principal influência: a água. O símbolo de 2022 ganha uma repaginação a partir da cor azul.

O tigre ganhou os contornos de Scharf  e se encontra presente em todos os itens da coleção, desde cardigãs, blusas, bermudas, moletons, clutchs, mantas e gravatas. Além do azul, outra cor predominante é o vermelho, que converge com o branco. As peças estão disponíveis no e-commerce da Dior.

A partir da união entre Kim Jones e Kenny Scharf nasce a coleção inspirada no tigre azul

 

O símbolo de 2022 ganhou novos tons na Dior

 

Além do azul, outra cor predominante é o vermelho na coleção

 

Bolsas e tênis também ganharam customizações com o símbolo do tigre

Balenciaga

Ao apagar todo o seu feed do Instagram, a Balenciaga causou uma curiosidade para o que estaria por vir. Pois o que veio é justamente a contribuição da grife francesa para o ano do tigre. No melhor estilo ilusão de ótica, as imagens da campanha vem sendo apresentadas aos poucos para o público.

Em vez de apostar no símbolo do tigre, a coleção mira nos elementos laranja e preto para as peças. Os itens não fogem do habitual já estabelecido pela Balenciaga, porém, acrescentam a vivacidade que se pede com a virada da lua. Todos os itens estão disponíveis no site da marca.

Quando o assunto é impactar nas campanhas, a Balenciaga se destaca

 

A grife francesa apagou todas as fotos do Instagram

 

E aos poucos tem revelado o que preparou para a sua coleção inspirada no Ano-Novo chinês

 

As peças já estão disponíveis no site da marca

Tradicionalmente, as comemorações do Ano-Novo chinês duram 15 dias e são encerradas com o Festival das Lanternas. Os animais do Zodíaco Chinês são combinados a cinco elementos: fogo, terra, metal, água e madeira. O último ano foi regido pelo boi, que tinha como virtudes a força, estabilidade, honestidade e confiança.

A partir da coragem e força que regem o tigre, espera-se que este ano que se inicia seja de resiliência e fortalecimento para a moda. O desejo é que o elemento da água traga todas as mudanças e apresente um cenário mais positivo e saudável.

 

Colaborou Luiz Maza

Mais lidas
Últimas notícias