Por Ilca Maria Estevão, Rebeca Ligabue, Hebert Madeira e Sabrina Pessoa

É oficial: Gucci é a marca mais quente do terceiro trimestre da moda

Ao lado da etiqueta de luxo italiana, Off-White e Prada são algumas das grifes mais desejadas, de acordo com a plataforma Lyst

atualizado 03/11/2020 14:14

Vitrine GucciMel Melcon / Los Angeles Times via Getty Images

A Gucci voltou a liderar o ranking das etiquetas mais desejadas do mundo, segundo a plataforma de pesquisas digitais Lyst Index. Depois de ser desbancada pela Off-White e Balenciaga no último trimestre de 2019, a grife de luxo italiana retornou para o disputado primeiro lugar. A gigante esportiva Nike havia comandado o último levantamento.

Vem comigo!Giphy/Gucci/ReproduçãoA lista é divulgada a cada três meses pela empresa global. Para estipular os resultados, a plataforma de e-commerce e relatórios de moda acompanhou mais de 100 milhões de dados, que incluem consultas de comportamento de compras virtuais e pesquisas dos clientes no próprio site. Além disso, compila os números das buscas no Google, bem como menções e engajamento nas redes sociais durante o trimestre.

“Apesar das previsões sombrias nos últimos meses, e de alguns comentaristas perguntando se as pessoas vão voltar a comprar peças de roupa, há sinais claros de que os consumidores ainda amam moda – e não apenas moletom. Os clientes estão dispostos a gastar em marcas que despertam entusiasmo, como as de bolsas e saltos altos. Elas estão subindo novamente, apesar da incerteza global”, comunicou a Lyst.

Portanto, o ranking referente ao terceiro trimestre de 2020 enfatiza que a moda prospera na reinvenção. A liderança da Gucci entre entre as marcas foi conquistada pela adaptação em meio à pandemia. A grife de luxo transmitiu ao vivo sua coleção Epílogo no último dia da temporada masculina da semana de moda de Milão, em julho.

Designer da equipe da Gucci posando para o lookbook da coleção Epilogue (Resort 2021)
A Gucci é a marca mais quente do terceiro trimestre de 2020. A coleção de resort 2021 da grife italiana foi transmitida ao vivo

 

Designer da equipe da Gucci posando para o lookbook da coleção Epilogue (Resort 2021)
Batizada de Epílogo, as produções apresentadas esbanjam excentricidade e ares dos anos 1970

 

Designer da equipe da Gucci posando para o lookbook da coleção Epilogue (Resort 2021)
A etiqueta optou por incluir profissionais de diversos segmentos, como acessórios ou moda masculina, como modelos da nova coleção

 

Designer da equipe da Gucci posando para o lookbook da coleção Epilogue (Resort 2021)
O show foi transmitido na semana de Moda Digital de Milão

 

O desfile foi o último no formato tradicional do calendário fashion. A partir de agora, a etiqueta italiana coloca em prática o plano de apenas dois shows por ano, em vez de cinco, que eram divididos entre apresentações feminina, masculina e cruise. On-line, as visualizações em todo o mundo ultrapassaram 35 milhões, conquistando o marco do evento digital mais assistindo da Gucci.

Na plataforma Lyst, as visualizações de página da Gucci aumentaram 52% no terceiro trimestre em relação ao ano anterior. O índice também destacou que o lookbook de outono/inverno 2020 foi construído com autorretratos dos modelos em suas próprias casas, além da oficialização da linha genderless MX no site oficial da marca.

Gucci MX
No último trimestre, a Gucci anunciou a linha MX

 

Gucci MX
A marca oficializou sua coleção agênero

 

Gucci MX
Com uma aba exclusiva no site

 

Gucci MX
As roupas estão disponíveis exclusivamente on-line
Lista das grifes mais desejadas

O ranking Lyst 2020 Q3 coloca a marca italiana Off-White em segundo lugar. No trimestre, a etiqueta abriu novas lojas em Londres, Miami e Milão. A label, sob comando do estilista Virgil Abloh, também lançou uma bolsa de estudos de US$ 1 milhão para estudantes negros de moda, além de desenvolver um carro-conceito em parceria com a Mercedes-Benz, o que atraiu novos olhares.

A Nike desceu para a terceira posição da lista. Contudo, também teve grandes avanços no período. A gigante esportiva relatou o aumento de 82% nas vendas digitais, lançou a primeira linha dedicada a gestantes e se comprometeu com US$ 140 milhões para promover justiça e igualdade racial.

Entre os destaques no top 20, está a Fear of God, que teve crescimento nesse trimestre e subiu uma posição, após entrar no The Lyst Index pela primeira vez no segundo trimestre deste ano. Outro highlight fica a cargo da etiqueta Marine Serre, que ganhou novo fôlego, subindo 10 posições.

Veja a lista:

  1. Gucci (Posição anterior: 3)
  2. Off-White (2)
  3. Nike (1)
  4. Prada (4)
  5. Balenciaga (5)
  6. Fendi (9)
  7. Versace (7)
  8. São Lourenço (6)
  9. Bottega Veneta (10)
  10. Valentino (12)
  11. Jacquemus (11)
  12. Burberry (8)
  13. Moncler (14)
  14. Alexander Mcqueen (15)
  15. Loewe (16)
  16. Balmain (17)
  17. Adidas (13)
  18. Givenchy (26)
  19. Fear of God (20)
  20. Marine Serre (30)
Resort 2021 da Off-White
Off-White mantém o posto de segunda marca mais quente do mundo

 

Virgil Abloh
A grife é comandada por Virgil Abloh

 

Perri Edwards
A Nike ficou em terceiro lugar

 

Beyoncé em trecho do filme Black is King
Marine Serre também se destacou no ranking
Produtos  mais desejados entre as mulheres

Em comparação ao último ranking, a lista de produtos femininos mais desejados apresenta mudanças. Saem as sandálias confortáveis para ficar em casa e máscaras faciais para auxiliar na proteção, entra a Shopping Bag da Telfar. O acessório lançado em 2014 conquistou nomes como A$Ap Ferg, Bella Hadid, Chloe Sevigny, Solange e Selena Gomez. No entanto, foi neste ano que a bolsa virou febre. No primeiro trimestre, conquistou o terceiro lugar no levantamento da Lyst e, agora, lidera o ranking.

Em seguida, na lista dos produtos mais quentes do ano, quem ganha destaque é a blusa de mangas longas da Marine Serre. Vale lembrar que, para escalar as peças, a Lyst agrupa por estilos e leva em consideração a demanda global por volume de estoque disponível.

O chapéu Le Bob, da Jacquemus, ocupa a terceira posição do top 10. Em seguida, vêm as botas Tire, da grife Bottega Veneta, e o vestido queridinho da House of Sunny Hockney. A peça se esgotou após Kendall Jenner publicar uma foto usando o modelito em tricô verde.

Na sexta posição, o mocassim da Prada saiu dos pés dos apaixonados por moda direto para a lista. Outros destaques foram para o vestido Ganni de couro, uma bolsa clássica da Chanel, Crocs da parceria Grateful Dead x Chinatown Market e brinco em argolas da Fendi.

Bolsa da Telfar
Shopping Bag da Telfar é o item feminino mais desejado do mundo

 

Beyoncé em trecho do filme Black is King
Em segundo lugar, blusa de mangas longas Marine Serre

 

Modelo com chapeu Jaquemus
Jacquemus Le Bob bucket hat vem em terceiro

 

Influencer com bota Bottega Veneta
As botas da Bottega Veneta aparecem na lista

 

Kylie com vestido House of Sunny
Em quinto, o vestido Hockney da House of Sunny

 

Sapato Prada
Mocassim da Prada em seguida

 

Modelo com vestido de couro
Vestido em couro da Ganni

 

Bolsa Chanel clássica
Na oitava posição, bolsa Chanel

 

Crocs Tie-Dye
Em nono lugar, a Crocs tie-dye da collab Grateful Dead x Chinatown Market

 

Brincos da Fendi
Para fechar o top 10, brincos de argola Fendi
Top 10 masculino

Na categoria de moda masculina, o tênis Dior x Nike Air Jordan 1 High OG ocupa o primeiro lugar, após o sucesso no lançamento. O disputado par de sapatos é seguido pelos tamancos da Birkenstock, no modelo Boston.

O mood comfy não perdeu a vez: no terceiro lugar, estão os moletons da Nike Teck Fleece. Chinelos Ugg Scuff Deco completaram a linha homewear, que bombou no último levantamento.  Na quinta posição, meias com a logo da Balenciaga, acompanhadas pela colaboração da Nike com Travis Scott, no modelo Air Max 270.

Botas de couro da Prada, na versão combat boots,  encheram a sétima posição de estilo. Em sequência, aparecem as bermudas Pantagonia Baggies, máscara facial da Adidas, e moletom com capuz da Off-White.

Top 10 masculino Lyst
Produtos masculinos mais quentes do terceiro semestre de 2020

 

Top 10 masculino Lyst
Peças confortáveis e máscaras faciais permanecem no novo ranking

 

Por fim, a empresa também incluiu no ranking uma análise do mercado da moda, mostrando que o desempenho durante o período comercial é um momento de avaliação para muitas marcas. Segundo a Lyst, as compras on-line aumentaram no último trimestre do ano. O público está investindo em peças menos formais, defendeu a empresa.


Colaborou Sabrina Pessoa

Últimas notícias