Por Ilca Maria Estevão, Rebeca Ligabue, Sabrina Pessoa, Marcella Freitas, Carina Benedetti e Luiz Maza

Conheça perfil no Instagram que brinca com marcas de moda e celebridades

Com humor e criatividade, Igor Frossard criou o projeto Brazilian Couture, que traz artes fashion com personalidades de relevância nacional

atualizado 02/12/2020 9:59

Montagem com Vitão e Luísa Sonza@igorfrossard/Instagram/Reprodução

A pandemia mexeu com a rotina e o imaginário de muita gente. Na moda, os impactos foram imensuráveis. No entanto, há quem aproveite o período sem precedentes para aflorar a criatividade e proporcionar diversão nas redes sociais. É o caso de Igor Frossard, diretor criativo que usa a conta pessoal no Instagram para dar vida ao projeto Brazilian Couture. A proposta engloba artes humorísticas que misturam nomes de grifes famosas com memes e celebridades brasileiras.

Vem comigo!

Giphy/@igorfrossard/Instagram/Reprodução

 

Igor Frossard, de 34 anos, é carioca, mas mora em São Paulo há pouco mais de quatro anos. Formado em publicidade, ele tem mestrado em comunicação de moda pelo curso da Vogue Espanha.

“Comecei trabalhando com conteúdo, marketing e branding de moda em marcas do Rio de Janeiro. Depois do mestrado, vim para São Paulo. Aqui, eu comecei tudo de novo, primeiro como assistente do Dudu Bertholini e, em seguida, em uma agência de publicidade, como coordenador de criação, na qual fiquei por dois anos até a pandemia forçar o encerramento das atividades da agência”, conta à coluna.

Publicitário Igor Frossard
Igor Frossard é publicitário e mestre em comunicação de moda

 

Publicitário Igor Frossard usando máscara facial
Ele começou a compartilhar as criações que misturam moda e humor em meio à pandemia

 

Print de página do Instagram
O projeto foi batizado de Brazilian Couture

 

Em meio ao isolamento social devido à propagação do coronavírus, Frossard decidiu fazer alguns trabalhos por conta própria. Foi quando uma amiga compartilhou um meme da Lady Gaga com a Balenciaga que ele decidiu trazer a ideia para o nacional. Então, surgiu o Brazilian Couture. “Acho que usar marcas internacionais super-reconhecidas com imagens da cultura nacional é uma maneira de resgatar valores nossos”, opina o publicitário.

Os posts começaram no fim de outubro. De lá para cá, bombaram no Instagram. Por lá, estão diversas referências. A mistura de Ivete Sangalo com Bottega Veneta, por exemplo, virou “Bottega Veveta”. E se o nome do cantor Supla for mesclado com a famosa marca de streetwear Supreme? “Supleme”!

Não para por aí. Em homenagem ao humorista Mussum, do quarteto Os Trapalhões, a gigante do fast fashion se transformou em “Forevis 21”. Nem os padres Fábio de Melo e Marcelo Rossi escaparam da brincadeira, eles ganharam artes baseadas na Prada e na Kenzo, respectivamente.

 

 

 

 

Sabe o icônico bordão eternizado por Carolina Ferraz na novela Beleza Pura, em 2008? “Eu sou rica” não ficou de fora. No Brazilian Couture, a atriz se tornou “Carolina Herdera”, em referência à estilista xará, com sobrenome Herrera.

Na página, o grupo É o Tchan! recebeu o toque refinado de uma das grifes de calçados mais conhecidas do mundo. O resultado foi “Louboutchan”. Uma das marcas mais queridinhas de todos os tempos, a Chanel inspirou uma montagem com Xuxa e também com a filha da apresentadora, Sasha.

 

 

 

 

Segundo o criador do perfil, a recepção do público tem sido ótima. Entre os seguidores de Igor Frossard, estão personalidades como Fernanda Paes Leme, Alice Wegmann, Ingrid Guimarães e Pedro Bial.

“É uma das coisas que tem salvado minha autoestima profissional na pandemia”, comemora o idealizador do projeto. “Acho que o interesse vem da quantidade absurda de informações que recebemos e temos que processar, somado às discussões recorrentes sobre qualquer assunto que nos faz dar mais atenção a coisas mais rápidas, leves e simples, que estão ali só pra divertir e não geram polêmica sobre nada”, completa.

O diretor criativo tem as ideias e as executa sozinho. “Na maioria das vezes, o meu processo começa olhando um monte de marca e logos, e começo a embaralhar tudo na cabeça para ver se sai algo. Se não sair nada que me agrade, eu penso numa celebridade ou situação icônica brasileira pra fazer…. E surge assim, do nada, em alguma dessas tentativas”, explica Frossard.

 

 

 

 

 

 

 

 

A relação de Igor Frossard com a indústria fashion é antiga. “Acho que existe gostar de roupa e gostar de moda. Comecei gostando do primeiro e, desenvolvendo minha carreira, passei a amar o segundo”, analisa. “Sobre as marcas, tenho admiração pela história de várias delas, mas não é um fator decisivo na hora de usar para o projeto”, acrescenta.

Constantemente, ele recebe sugestões de followers sobre possíveis artes para a página. O profissional adiantou que uma das próximas publicações divertidas no perfil será sobre Luciana Gimenez. Vamos ficar de olho!

 

Colaborou Rebeca Ligabue

Mais lidas
Últimas notícias