Por Ilca Maria Estevão, Rebeca Ligabue, Sabrina Pessoa, Marcella Freitas e Carina Benedetti

Beachwear, Anitta e manifestos. Confira tudo sobre o 1º dia de SPFW

Evento deu seu pontapé inicial no sábado (21/4) e trouxe muitas tendências e novidades do mundo da moda. Vem comigo!

atualizado 22/04/2018 15:13

Marcelo Soubhia/FOTOSITE

A São Paulo Fashion Week começou nesse sábado (21/4) com atrações imperdíveis para os fashionistas de plantão. A manhã ensolarada reuniu diversos antenados em moda que puderam conferir de perto os detalhes da 45ª edição do evento, que trouxe uma representação do Brasil atual com muita moda praia, protestos na passarela e, é claro, Anitta.

Quer saber os highlights do primeiro dia? Então, vem comigo!

divulgação

 

Street Style
A movimentação na área externa do Pavilhão das Culturas Brasileiras, no Parque do Ibirapuera era grande. Além dos praticantes de atividades físicas aproveitando o final de semana, diversos modelos, figurinistas e performers estiveram no local para marcar presença no primeiro dia da maior semana de moda do país.

Logo na porta, era possível ver que o street style estava mais livre, leve e solto do que nunca. Apesar de poucos representantes da moda exótica, a maioria das pessoas resolveu ignorar a alta temperatura e caprichou em looks com sobreposições.

No entanto, também teve quem procurasse algo mais fresco, com vestidos leves e camisas soltas. O balanço geral fica por conta da contemporaneidade dos óculos e em diversos acessórios, como as pochetes: protagonistas assíduas desta temporada de moda brasileira.

Gabriele Diola Gabriele Diola Gabriele Diola Gabriele Diola Gabriele Diola Gabriele Diola Gabriele Diola

 

Anitta na Água de Coco
Com uma atmosfera totalmente tropical, o primeiro desfile do dia foi o da Água de Coco. Antes mesmo de anunciar os planos de expansão da marca para o mercado internacional, Liana Thomaz, diretora criativa da grife, já tinha deixado claro que a apresentação seria uma das mais comentadas da semana de moda. Parte disso se deve ao fato de que Anitta seria a atração principal na passarela.

Ze Takahashi / FOTOSITE

 

Logo na entrada, a longa passarela com ornamentos que imitavam folhas de palmeira nas cores verde e amarelo dava o tom do que estaria por vir. Eis que surge Anitta cantando João Gilberto e Gonzaguinha com batidas de funk ao fundo.

As tops Carol Trentini, Isabelli Fontana e Renata Kuerten brilharam na passarela, mas foi Ana Cláudia Michels quem mais arrancou aplausos do público ao exibir o barrigão de 6 meses de gravidez. Além dos rostos conhecidos, a estilista apostou na diversidade, trazendo para a coleção um casting de mulheres maduras e curvilíneas.

Ze Takahashi / FOTOSITE
Carol Trentini, Isabelli Fontana, Renata Kuerten e Ana Cláudia Michels

 

Os looks, com muito poá e amarelo, foram complementados por uma imensidão de babados, recortes estratégicos, cintura alta e sensualidade, trazendo o espírito boêmio do samba brasileiro.

O feeling era uma brasilidade inspirada em Carmen Miranda, com silhueta fluida e construções impecáveis em tule e lycra. Além das minhas amadas hot pants, a coleção valorizou os ombros de fora, aplicações em cristais e prints que homenageiam o espírito carioca e baiano.

Veja os meus favoritos:

Ze Takahashi / FOTOSITE Ze Takahashi / FOTOSITE Ze Takahashi / FOTOSITE Ze Takahashi / FOTOSITE Ze Takahashi / FOTOSITE Ze Takahashi / FOTOSITE Ze Takahashi / FOTOSITE Ze Takahashi / FOTOSITE Ze Takahashi / FOTOSITE

 

Manifesto do Ponto Firme
Depois de toda a brasilidade festiva de Liana Thomaz, a Ponto Firme trouxe um retrato nacional um pouco diferente. Gustavo Silvestre, idealizador da marca, ministra aulas de crochê para detentos na Penitenciária Desembargador Adriano Marrey, em Guarulhos (SP), e foram essas verdadeiras obras de arte que os fashionistas puderam conferir no desfile-protesto.

Entre um segmento e outro da coleção, a mensagem de uma das modelos pedia justiça pelo assassinato de Marielle Franco, vereadora do Rio de Janeiro. Além disso, o recado cantado pregava a resistência e luta das minorias, arrancando aplausos da plateia.

O Projeto Ponto Firme não trata apenas do handmade. Fala também de arte, cultura e educação para os sentenciados em penitenciárias masculinas. Além da ressocialização, ajuda os detentos no desenvolvimento da concentração por meio de uma terapia manual.

Os participantes ganham certificação e remissão de pena. Ao todo, mais de 30 peças foram apresentadas. O processo de criação demorou mais de nove meses para ser concluído. A inspiração das produções era o sonho da liberdade.

Marcelo Soubhia / FOTOSITE Marcelo Soubhia / FOTOSITE Marcelo Soubhia / FOTOSITE Marcelo Soubhia / FOTOSITE Marcelo Soubhia / FOTOSITE Marcelo Soubhia / FOTOSITE Marcelo Soubhia / FOTOSITE Marcelo Soubhia / FOTOSITE

 

Exposição em homenagem a Conrado Segreto
Conrado Segreto teve apenas seis anos de fama, quando foi morto prematuramente, aos 32, em 1992. A carreira curta, mas não menos significativa, ganhou uma exposição nos corredores do São Paulo Fashion Week, com looks criados pelo artista.

Plumas, brilhos e veludo molhado foram algumas das matérias-primas usadas pelo estilista, que gostava de uma silhueta cheia de recortes geométricos e caimentos inovadores para a época. Quase 32 artefatos do acervo do artista estão presentes na mostra, em cartaz até 26 de abril, tanto para convidados da SPFW quanto para o público em geral, das 11h às 16h.

Gabriele Diola Gabriele Diola Gabriele Diola Edson Caldeira Gabriele Diola Gabriele Diola Gabriele Diola

 

Mais lidas
Últimas notícias