Por Ilca Maria Estevão, Rebeca Ligabue, Hebert Madeira e Sabrina Pessoa

Alta-costura: Schiaparelli revela croquis da coleção outono/inverno 2020

Maison abriu a Semana de Alta-Costura digital com um curta-metragem. Os looks serão apresentados somente em dezembro, em Los Angeles

atualizado 07/07/2020 14:52

Croquis da coleção de alta-costura outono/inverno 2020/21 da SchiaparelliSchiaparelli/YouTube/Reprodução

A Schiaparelli fez algo diferente para abrir a primeira edição digital da Semana de Alta-Costura, iniciada nessa segunda-feira (6/7). Afetada pela pandemia, a maison não pôde apresentar uma coleção. Por isso, exibiu apenas um vídeo estrelado pelo diretor criativo, Daniel Roseberry. No curta-metragem, ele “imagina” o trabalho de outono/inverno 2020/21 na forma de croquis, durante a quarentena. Em dezembro, a marca planeja apresentar uma coleção cápsula de haute couture com alguns desses looks, em Los Angeles.

Vem comigo saber os detalhes!

Giphy/Schiaparelli/YouTube/Reprodução

Os croquis da futura coleção, batizada de Imaginaire, foram desenhados por Daniel Roseberry em Nova York. Há três meses sem ver a equipe de couture da Schiaparelli, o costureiro compartilhou parte do processo de design no vídeo de três minutos e 30 segundos de duração. O registro foi feito no dia 29 de junho, no Washington Square Park, e acompanhou um texto sobre a experiência.

“A vida hoje é vivida de acordo com opostos; a pandemia inverteu tudo o que sabíamos. Agora, em vez de uma equipe para executar esta coleção, eu apenas tenho minha própria imaginação. Em vez da Place Vendome, em Paris, ela foi projetada e esboçada em um banco do parque”, compartilhou ele em um trecho da carta.

Roseberry descreve a coleção como uma “homenagem ao impulso de criar”, algo que tem tudo a ver com o DNA da casa de moda, fundada em 1927. “O compromisso de Elsa com o surreal, seu fascínio por inverter a realidade cotidiana, nunca foi tão oportuno. Esta coleção é cheia de homenagens ao seu trabalho e suas obsessões, feitas à minha maneira, sob novos termos”, acrescentou.

Entre os esboços apresentados, há reinterpretações do arquivo da casa e produções que esbanjam volumes imponentes. Mangas, capas e vestidos formam ondas que desenham silhuetas exuberantes. Texturas complementam a pegada decorativista das peças, enquanto a cintura marcada acrescenta feminilidade e elegância. A coleção reúne vestidos de festa e conjuntos de alfaiataria, sem deixar faltar o bom e velho toque de surrealismo da maison.

Com a apresentação da coleção cápsula em Los Angeles, no fim do ano, a expectativa é aproximar a maison dos tapetes vermelhos de Hollywood.

Croqui da coleção de alta-costura outono/inverno 2020/21 da Schiaparelli
Volumes e dramas surrealistas neste croqui da coleção alta-costura outono/inverno 2020/21 da Schiaparelli

 

Croqui da coleção de alta-costura outono/inverno 2020/21 da Schiaparelli
Os esboços, como este, de ombros assimétricos, foram desenhados pelo diretor criativo Daniel Roseberry durante a quarentena

 

Croqui da coleção de alta-costura outono/inverno 2020/21 da Schiaparelli
A coleção imaginada pelo couturier deu origem a um vídeo, divulgado pela marca na primeira Semana de Alta-Costura digital

 

Croqui da coleção de alta-costura outono/inverno 2020/21 da Schiaparelli
A maison planeja apresentar alguns desses looks em Los Angeles, em dezembro, como uma coleção cápsula

 

Croqui da coleção de alta-costura outono/inverno 2020/21 da Schiaparelli
Roseberry descreve a coleção imaginada como uma “homenagem ao impulso de criar”

 

Prêt-à-porter, comércio eletrônico e planos para os EUA

Apesar de não ter apresentado uma coleção de couture, a grife planeja uma presentation especial de prêt-à-porter para a Semana de Moda de Paris, em setembro. O endereço escolhido será o 21 Place Vendôme, onde fica o salão da etiqueta. Já no mês de janeiro do ano que vem, a expectativa é de uma nova coleção de alta-costura, voltada para a primavera/verão 2021.

De acordo com o CEO da maison, Delphine Bellini, os clientes não se afastaram da marca por causa da impossibilidade de entregar produções de haute couture neste momento. “Nenhum de nossos clientes cancelou os pedidos. Pelo contrário, eles não apenas expressaram seu apoio à casa, mas também foram sensíveis ao fato de termos lhes oferecido criações especiais”, contou ele ao WWD.

Isso não significa dizer que a Schiaparelli está completamente parada. A etiqueta passou a vender joias pelo Instagram nessa sexta-feira (3/7) e também comercializará acessórios pela plataforma posteriormente. O primeiro e-commerce da label deve estrear no outono do Hemisfério Norte, mas somente para clientes, com direito a conteúdos exclusivos e produtos customizáveis. Para acessá-lo, será necessário um código de acesso individual.

Uma das prioridades futuras da Schiaparelli é a clientela dos Estados Unidos. Assim que houver um momento oportuno em meio à situação da Covid-19, a grife quer abrir uma shop-in-shop na loja Bergdorf Goodman e deve reagendar um trunk show no país até o fim deste ano.

Croqui da coleção de alta-costura outono/inverno 2020/21 da Schiaparelli
A Schiaparelli apresentou apenas croquis de alta-costura nessa segunda-feira (6/7), pela impossibilidade de exibir uma coleção finalizada

 

Croqui da coleção de alta-costura outono/inverno 2020/21 da Schiaparelli
No entanto, a marca planeja apresentar uma coleção de prêt-à-porter em uma presentation durante a Semana de Moda de Paris, para a primavera/verão 2021

 

Croqui da coleção de alta-costura outono/inverno 2020/21 da Schiaparelli
Mesmo com a pandemia, os clientes não se afastaram da etiqueta parisiense, fundada em 1927

 

Croqui da coleção de alta-costura outono/inverno 2020/21 da Schiaparelli
Os planos futuros incluem a abertura de uma shop-in-shop na Bergdorf Goodman e outras ações voltadas ao público dos EUA

 

Croqui da coleção de alta-costura outono/inverno 2020/21 da Schiaparelli
Recentemente, a label passou a vender joias pelo Instagram e, posteriormente, comercializará também acessórios

 

Sobre o diretor criativo

Ex-Thom Browne, o estilista norte-americano Daniel Roseberry assumiu a direção criativa da Schiaparelli após a saída de Bertrand Guyon, em abril do ano passado. Sua coleção de estreia foi apresentada já em julho daquele ano, para a temporada outono/inverno 2020/21. Sob seu comando, a grife passou priorizar também a linha prêt-à-porter, que foi pouco trabalhada por Guyon.

“Algum dia, em breve, voltarei a Paris e entregarei esses looks ao ateliê. Faremos parte disso e os levaremos ao redor do mundo para compartilhar com nossos estimados clientes e stylists“, afirmou Roseberry sobre a coleção outono/inverno 2020 haute couture. Resta aguardar quais peças serão escolhidas para serem apresentadas em dezembro.

 

Veja mais looks na galeria:

0


Colaborou Hebert Madeira

Últimas notícias