Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

Sergio Moro decide manter domicílio eleitoral no Paraná

Já a advogada Rosângela Moro, esposa do ex-juiz, deve transferir seu domicílio para São Paulo, para ser candidata a deputada federal

atualizado 28/03/2022 19:02

O pré-candidato à presidência Sérgio Moro em sala de apartamento com sua esposa, Rosangela, o senador Álvaro Dias, do mesmo partido que Moro (Podemos) e outras personalidades - MetrópolesReprodução

Pré-candidato do Podemos à Presidência da República, o ex-juiz Sergio Moro decidiu manter seu domicílio eleitoral no Paraná, estado onde nasceu e fez sua carreira jurídica.

A decisão foi debatida pelo ex-juiz da Lava Jato com a presidente do Podemos, Renata Abreu, e senadores do partido em uma reunião no domingo (27/3), em Curitiba.

O ex-juiz chegou a cogitar transferir seu domicílio eleitoral para São Paulo, por onde teria caminho político mais livre para disputar uma vaga no Senado ou até na Câmara dos Deputados.

A avaliação, porém, foi de que, se transferisse, passaria uma sinalização antecipada de que poderá desistir da disputa pelo Palácio do Planalto deste ano.

No Paraná, as opções de “plano B” do ex-juiz são mais complicadas. Para disputar o Senado, por exemplo, ele precisará entrar em acordo com o senador Alvaro Dias (Podemos), que quer disputar reeleição.

Esposa de Moro em São Paulo

Na mesma reunião de domingo, a advogada Rosângela Moro, esposa do ex-juiz, definiu que vai transferir seu domicílio eleitoral para São Paulo, por onde avalia sair como candidata a deputada federal pelo Podemos.

O prazo para candidatos definirem o estado e o partido pelo qual disputarão o pleito de outubro acaba no próximo sábado, 2 de abril. A definição do cargo a ser disputado pode se dar até início de agosto.

Mais lidas
Últimas notícias