Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

Provável partido de Bolsonaro já tem sua aposta para prévias do PSDB

Avaliação da sigla é de que eventual derrota de João Doria na disputa facilitaria acordo para filiação de Jair Bolsonaro

atualizado 23/11/2021 10:22

Divulgação/PSDB

Uma das legendas mais interessadas no resultado das prévias do PSDB ao Palácio do Planalto, o PL de Valdemar Costa Neto já dá como “favas contadas” a vitória do governador de São Paulo, João Doria, na disputa.

Na avaliação de dirigentes do PL, o tucano paulista será o vencedor da briga no ninho tucano e, com isso, não adianta a sigla esperar que a solução para o imbróglio envolvendo a filiação de Jair Bolsonaro venha das prévias.

Um dos principais entraves é o fato de Bolsonaro não aceitar o apoio do partido comandado por Valdemar ao atual vice de Doria, Rodrigo Garcia, na eleição para o governo paulista em outubro de 2022

Para integrantes do PL, uma eventual derrota de Doria provocaria a um rearranjo de forças no PSDB em São Paulo, o que poderia por em risco a candidatura de Garcia ao Palácio dos Bandeirantes.

Nesse cenário, a possível futura legenda de Bolsonaro se veria desobrigada a manter o pré-acordo que havia feito há alguns meses para apoiar o vice de Doria na disputa do próximo ano.

Apesar da previsão de derrota de Eduardo Leite e vitória de Doria, aliados de Valdemar avaliam que “é prudente” aguardar o fim das prévias do PSDB para tratar da situação com Bolsonaro.

A expectativa dos aliados de Valdemar é que não haverá atraso na filiação de Bolsonaro por conta dos tucanos. O objetivo do PL é tentar resolver os detalhes para o acordo com o presidente em três semanas.

Nessa segunda-feira (22/11), Bolsonaro disse a apoiadores que só pretende “decidir em março” seu futuro eleitoral. Nem o presidente, nem o apoiador, porém, usaram as palavras filiação partidária.

 

Mais lidas
Últimas notícias