Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

PF define substituto de delegado que fez buscas contra Ricardo Salles

Franco Perazzoni perdeu chefia da Delegacia de Repressão à Corrupção e Crimes Financeiros do DF após comandar operação contra ministro

atualizado 22/06/2021 19:21

Fachada PFRafaela Felicciano/Metrópoles

A diretoria da Polícia Federal escolheu o delegado Gustavo Buquer dos Santos para ser o novo chefe da Delegacia de Repressão à Corrupção e Crimes Financeiros do Distrito Federal.

Ele substituirá o delegado Franco Perazzoni, que perdeu a função nesta semana, menos de um mês após chefiar operação que fez buscas em endereços do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

Segundo apurou a coluna, Buquer teria sido indicado pelo próprio Perazzoni, de quem era número 2 na Delegacia de Repressão à Corrupção e Crimes Financeiros do DF.

Arma em voo

Em 2006, Buquer ganhou notoriedade após embarcar em um voo do Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, para Maceió com uma pistola semiautomática, calibre .45, carregada.

Durante escala em Belo Horizonte, policiais obrigaram o delegado a descarregar a arma. Ao retirar as balas, a pistola teria disparado acidentalmente, e uma cápsula vazia atingiu um policial, que sofreu hematoma na virilha.

Resolução de 2018 da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) prevê que só podem embarcar armados agentes públicos que possuam porte de armas e que comprovem necessidade de ter acesso à arma nas salas de embarque e desembarque.

Últimas notícias
Mais lidas