metropoles.com

Na Argentina, Lula terá bilaterais com Maduro, presidente cubano e FAO

Em Buenos Aires, Lula terá reuniões bilaterais com presidentes da Venezuela, Nicolás Maduro, e de Cuba, Miguel Díaz, e com diretor da FAO

atualizado

Compartilhar notícia

Ricardo Stuckert/Divulgação
O ditador venezuelano Nicolás Maduro cumprimenta Lula
1 de 1 O ditador venezuelano Nicolás Maduro cumprimenta Lula - Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação

O presidente Lula embarca no domingo (22/1) para a primeira viagem internacional de seu terceiro mandato. O roteiro prevê visitas a Argentina e Montevideo, onde ele terá encontros com líderes de diversos países das américas.

A primeira parada será em Buenos Aires, onde Lula fará uma visita oficial ao presidente Alberto Fernández, e participará da cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenho (Celac).

Durante a Celac, Lula terá ao menos três reuniões bilaterais. Como antecipou a coluna, duas delas serão com os presidentes de Cuba, Miguel Díaz-Canel, e da Venezuela, o ditador Nicolás Maduro.

A ideia de Lula é usar os encontros com Díaz e Maduro para simbolizar a retomada das relações do Brasil com Cuba e Venezuela, que haviam sido praticamente cortadas durante o governo Jair Bolsonaro.

Como a coluna noticiou mais cedo, o governo Lula já deu, nesta semana, o primeiro passo para reabrir a embaixada e o consulado brasileiro em Caracas, capital da Venezuela. Ambos tinham sido fechados na gestão Bolsonaro.

Ainda em Buenos Aires, também está prevista uma reunião bilateral de Lula com o diretor da FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura), QU Dongyu.

Os três encontros bilaterais devem acontecer na terça-feira (24/1), durante a cúpula da Celac. O evento acontecerá no Hotel Sheraton, mesmo local onde Lula se hospedará durante a estada em Buenos Aires.

Segundo fontes do governo brasileiro, Lula não deverá ter encontros reservados com presidentes de outros países da América do Sul pois já conversou com a maioria deles durante sua posse, no início de janeiro.

Comitiva

O presidente brasileiro viajará acompanhado de pelo menos menos cinco de seus 37 ministros, além do presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Aloizio Mercadante.

Estão na lista da comitivas ministros Fernando Haddad (Fazenda), Mauro Vieira (Itamaraty), Alexandre Silveira (Minas e Energia), Nísia Trindade (Saúde) e Paulo Pimenta (Secom).

Em Buenos Aires, Lula e Alberto Fernández devem discutir, na segunda-feira (23/1), um novo acordo de integração energética para levar gás natural da bacia patagônica de Vaca Muerta até o Rio Grande do Sul.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comIgor Gadelha

Você quer ficar por dentro da coluna Igor Gadelha e receber notificações em tempo real?

Notificações