Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

MDB de Tebet deve liberar filiados em 2º turno entre Lula e Bolsonaro

Dirigentes do MDB dizem que a tendência hoje é o partido liberar seus filiados num eventual segundo turno entre Lula e Jair Bolsonaro

atualizado 30/09/2022 17:12

A candidata a Presidência da República, Simone Tebet (MDB), visita a Universidade Zumbi dos Palmares, zona norte de São Paulo Fábio Vieira/Metrópoles

Lideranças do MDB de Simone Tebet dizem que a tendência hoje é o partido liberar seus filiados para votarem em quem quiserem num eventual segundo turno entre Lula e Jair Bolsonaro.

A posição seria motivada por uma divisão interna na legenda: enquanto Lula conta com apoio de pelo menos 11 dos 27 diretórios regionais, Bolsonaro teria a preferência de emedebistas das regiões Sul e Sudeste.

Segundo apurou a coluna, o MDB deve bater o martelo numa reunião até a quarta-feira (5/10), três dias após o primeiro turno. A posição pessoal de Tebet, por sua vez, ainda é uma incógnita.

Como a coluna já noticiou, a senadora sul-mato-grossense prometeu textualmente a caciques do MDB que não declara voto em Bolsonaro. Nesse caso, restariam o voto nulo ou o apoio a Lula.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
0

 

Mais lidas
Últimas notícias