Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi e Victoria Abel

Lula desiste de grupo temático e decide indicar logo ministro da Defesa

Presidente eleito decidiu que transição com militares será comandada pelo futuro ministro da Defesa, o qual promete anunciar próxima semana

atualizado 28/11/2022 21:08

Lula chegando ao CCBB para reuniões da equipe de transição. Ele sorri, de perfil - Metrópoles Rafaela Felicciano/Metrópoles

O presidente eleito Lula desistiu de anunciar um grupo temático da transição para cuidar da área da Defesa e decidiu que o processo será comandado diretamente pelo futuro ministro da pasta, o qual prometeu anunciar na próxima semana junto aos nomes dos novos comandantes das três Forças Armadas.

A decisão foi comunicada pelo presidente eleito durante uma reunião na tarde desta segunda-feira (28/11), em Brasília, com aliados, militares e o ex-ministro do TCU José Múcio Monteiro, um dos nomes mais cotados para assumir o Ministério da Defesa no governo Lula 3.

“O presidente optou por só fazer a transição na área da Defesa após a escolha do ministro e dos comandantes, o que ele deve fazer na próxima semana”, afirmou Múcio à coluna, negando já ter sido convidado para comandar a pasta.

Múcio, como a coluna antecipou mais cedo, havia sido sondado por interlocutores de Lula para integrar o grupo temático da Defesa na transição. Ele é amigo pessoal do presidente eleito, de quem foi ministro das Relações Institucionais no segundo governo Lula.

Além de Múcio, participaram da reunião com Lula sobre a área da Defesa o vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin; o ex-ministro Aloizio Mercadante, que também é cotado para assumir o  cargo de ministro da Defesa; e a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann.

Mais lidas
Últimas notícias