metropoles.com

Decisão de manter déficit zero joga pressão para Haddad aprovar MP

Decisão de Fernando Haddad em manter o déficit zero na meta fiscal, joga pressão para o ministro da Fazenda negociação aprovação de MP

atualizado

Compartilhar notícia

Hugo Barreto/Metrópoles
O ministro da Fazenda Fernando Haddad reoneração - Metrópoles
1 de 1 O ministro da Fazenda Fernando Haddad reoneração - Metrópoles - Foto: Hugo Barreto/Metrópoles

A “vitória temporária” de Fernando Haddad pela manutenção da meta de déficit fiscal zero em 2024 jogou pressão sobre o próprio ministro da Fazenda para aprovar no Congresso a Medida Provisória das Subvenções do ICMS.

Essa é a avaliação feita nos bastidores por líderes partidários no Legislativo, que consideram como “muito difícil” a missão de Haddad de convencer a Câmara dos Deputados a votar ainda em 2023 a MP.

Segundo caciques políticos, a expectativa é que não há mais espaço na agenda legislativa deste ano para a votação de um tema tão complexo como a MP das subvenções.

Assim, a tendência seria a MP caducar no início de fevererio de 2024 sem ser votada, o que obrigaria o governo a aprovar o tema por meio de um projeto de lei.

Esse cenário, de acordo com as previsões do próprio Ministério da Fazenda, desidrataria a receita estimada com a medida provisória, de cerca de R$ 35 bilhões em 2024.

Segundo pesquisa da consultoria Vector Research feita a pedido da Frente Parlamentar do Empreendedorismo, a maioria dos deputados ouvidos critica a MP das Subvenções, embora 48% admitam sequer conhecer o texto.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comIgor Gadelha

Você quer ficar por dentro da coluna Igor Gadelha e receber notificações em tempo real?

Notificações