Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

Campanha de Jerônimo na Bahia vai tentar colar ACM Neto em Bolsonaro

Mesmo concorrendo com um petista no 2º turno na Bahia, ACM Neto avisou que ficará neutro na disputa entre Jair Bolsonaro (PL) e Lula (PT)

atualizado 07/10/2022 16:49

ACM Neto Valter Pontes/Secom

A campanha de Jerônimo Rodrigues (PT) ao governo da Bahia decidiu reagir à declaração de “neutralidade” de ACM Neto (União Brasil) no segundo turno da eleição presidencial.

A estratégia do petista, segundo apurou a coluna, será tentar desmentir a afirmação e colar a imagem do rival na de Jair Bolsonaro (PL), que disputa o segundo turno com Lula (PT).

A ideia, segundo integrantes da campanha do petista, é mostrar que não há neutralidade nas posturas de ACM e que, dessa forma, Jerônimo representa Lula e ACM Neto, Bolsonaro.

“Neutralidade”

Nesta semana, ACM Neto decidiu que não vai declarar apoio formal a Bolsonaro no segundo turno, mesmo tendo como adversário na eleição baiana um político do mesmo partido que Lula.

A avaliação da campanha do ex-prefeito de Salvador é de que, com o grande eleitorado lulista na Bahia, uma declaração de apoio a Bolsonaro poderia fazê-lo perder votos de eleitores de Lula.

No primeiro turno, Jerônimo teve 49,45% dos votos e ACM, 40,88%. Ex-ministro de Bolsonaro, João Roma (PL) ficou em terceiro, com 9,08%, e declarou voto no ex-prefeito, no segundo turno.

Mais lidas
Últimas notícias