Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

Após quatro meses, Bolsonaro volta a atacar Alexandre de Moraes

Em entrevista ao jornal Gazeta do Povo, presidente volta a falar pode "jogar fora das quatro linhas" caso Moraes avance sobre ele

atualizado 09/12/2021 18:17

presidente jair bolsonaro em closeRafaela Felicciano/Metrópoles

Após quatro meses “moderados”, o presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes nesta quarta-feira (8/12). Em entrevista ao jornal paranaense Gazeta do Povo, Bolsonaro reclamou do inquérito em que é investigado por associar a vacina contra a Covid-19 à Aids. E subiu o tom contra o magistrado.

“É um abuso. Ele está no quintal de casa, será que ele vai entrar? Será que vai ter coragem de entrar? Não é um desafio para ele, quem está avançando é ele, não sou eu”, disse Bolsonaro ao jornal.

0

A entrevista foi realizada após quatro meses do “acordão” de Bolsonaro com ajuda do ex-presidente Michel Temer (MDB). Após afirmar nas manifestações de 7 de Setembro de 2021 que não cumpriria mais ordens assinadas por Alexandre de Moraes, Bolsonaro recuou e divulgou uma carta à nação pregando moderação.

Por articulação de Temer, Bolsonaro não só divulgou a carta como chegou a falar por telefone com o ministro do Supremo. Desde então, o presidente vinha evitando críticas a Moraes e outros ministros da Corte.

Na entrevista desta quarta, Bolsonaro também ameaçou novamente “jogar fora das quatro linhas da Constituição”

“Tudo tem um limite. Eu jogo dentro das quatro linhas, e quem for jogar fora das quatro linhas, não vai ter o beneplácito da lei. Se quiser jogar fora das quatro linhas, eu jogo também. Não pretendo fazer isso, isso não é ameaça para ninguém, mas que cada uma dessas pessoas façam um juízo da sua consciência do que estão fazendo. Estamos cada vez mais nos preparando para buscar o ponto de inflexão nisso, que não chegou ainda. Eu espero que essas pessoas não avancem mais, leiam a Constituição, entendam realmente qual é o sentimento da população”, afirmou na entrevista desta quarta.

A entrevista foi gravada na manhã desta quarta-feira e será disponibilizada na íntegra às 20h.

Mais lidas
Últimas notícias