Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Lucas Marchesini

Wassef diz que entrou em banheiro feminino porque estava “apertado”

Advogado nega ter entrado no local para fugir de repórteres e afirma que não viu que era o sanitário feminino

atualizado 26/06/2021 17:24

O advogado Frederick Wassef afirmou que entrou no banheiro feminino do Senado nesta sexta-feira (25/06) porque estava apertado e não porque fugia da imprensa. Wassef, que foi ao Senado para reclamar da CPI da Pandemia, disse que não viu que se tratava do sanitário das mulheres.

Em uma nota enviada à coluna neste sábado, Wassef disse que não percebeu que era o banheiro feminino porque a porta, com a placa indicativa, estava aberta.

Um vídeo publicado nesta sexta-feira pela coluna mostra Wassef deixando o banheiro com a Polícia Legislativa na porta.

Leia a íntegra da nota enviada por Frederick Wassef:

“Não me tranquei em banheiro feminino para me esquivar dos jornalistas, nem fui retirado por seguranças. Cheguei ao Senado, estava ao telefone e apertado para ir ao banheiro. Encontrei uma porta aberta de um pequeno banheiro e entrei, saindo logo em seguida. Por engano, era o banheiro feminino e não vi a pequena placa, pois quando entrei a porta estava aberta e não dava para ver o sinal de mulher. Saí sozinho do banheiro e o funcionário apenas informou ser o banheiro errado educadamente, isto quando eu já estava do lado de fora. Ato contínuo, fui solicitado por inúmeros jornalistas e televisão a dar entrevista coletiva e dei entrevista por mais de 15 minutos”.

Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna
Mais lidas