Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Naomi Matsui

Futuro chefe da Casa Civil fez campanha para Lula e chamou Bolsonaro de fascista

Nas eleições de 2018, Ciro Nogueira fez campanha para o PT e agora é cotado para ser chefe da Casa Civil de Bolsonaro

atualizado 21/07/2021 15:06

Isac Nóbrega/Presidência/20-05-2021

Ciro Nogueira, cotado para ser o novo ministro da Casa Civil, fez campanha para Lula nas eleições de 2018 e já chamou Bolsonaro de “fascista” e “preconceituoso”. Naquele ano, o PP nacional apoiou Geraldo Alckmin, mas Ciro foi às ruas de Teresina com Fernando Haddad, que na época ainda seria vice-presidente de Lula, pedindo votos para o PT.

Em entrevista à TV Norte no final de 2017, ou seja, já durante período eleitoral, o senador do PP do Piauí chamou Bolsonaro de fascista e preconceituoso. “O Bolsonaro, eu tenho muita rejeição porque é fascista. Ele tem um caráter fascista, preconceituoso. É muito fácil você ir para a televisão dizer que vai matar bandido”.

Na mesma ocasião, Ciro foi questionado sobre Lula e respondeu que o ex-presidente foi “o melhor presidente da história desse país, principalmente para o Piauí e para o Nordeste”. Disse ainda que foi Lula que tirou o povo brasileiro da miséria e afirmou que o ex-presidente era seu candidato nas eleições de 2018.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Guilherme Amado (@guilhermeamado)

Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna