Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Naomi Matsui

TCU torna sigiloso processo sobre motociatas de Bolsonaro

Processo trata-se de pedido da CPI da Covid para auditar gastos com motociatas do presidente

atualizado 28/09/2021 14:07

Jair Bolsonaro em motociataDivulgação

O TCU avaliará, em sessão sigilosa, um pedido do Congresso para fazer uma auditoria sobre as motociatas de Jair Bolsonaro. O pedido, feito pela CPI da Pandemia, constava na pauta comum até a semana passada. Agora, foi incluído na sessão reservada desta quarta-feira (29/9).

A solicitação está sob relatoria de Raimundo Carreiro, ministro do TCU próximo a Bolsonaro e que chegou a ser cotado para assumir a vaga de embaixador em Lisboa.

Um ministro do Tribunal ouvido sob anonimato pela coluna discorda da decisão de impor sigilo ao processo. Segundo ele, mesmo que haja alguma peça que demande reserva, não há justificativa para que o processo todo seja tratado como sigiloso.

Como a coluna mostrou, a Presidência gastou R$ 231,3 mil com a motociata de Bolsonaro no Rio de Janeiro em 23 de maio e 476 mil com a motociata em São Paulo em 12 de junho.

Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna