Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Naomi Matsui

TCU pagou R$ 193 mil a viagens de ministros na pandemia

Tribunal bancou viagens a países como Suécia e Japão

atualizado 25/09/2021 17:50

Divulgação/TCU

Desde o início da pandemia, o Tribunal de Contas da União (TCU) gastou R$ 193 mil com diárias e passagens nos deslocamentos de seus ministros. Em 2021, o tribunal pagou viagens das autoridades a cinco países.

Em fevereiro deste ano, os ministros Walton Alencar, Vital do Rêgo e Bruno Dantas receberam 10,5 diárias do TCU para uma viagem a Helsinque, na Finlândia; Estocolmo, na Suécia; Seul, na Coreia do Sul; e Tóquio, no Japão. Cada um obteve cerca de R$ 45 mil. O convite partiu do Ministério das Comunicações, para que os ministros conhecessem “as melhores tecnologias relacionadas ao 5G“.

Quatro meses depois, o tribunal desembolsou 5,5 diárias para os ministros Walter Alencar e Raimundo Carreiro, também integrando uma comitiva do Ministério das Comunicações sobre o 5G. Desta vez, os destinos foram Washington e Nova York, nos Estados Unidos. Cada um recebeu cerca de R$ 21 mil.

De março a dezembro de 2020, início da pandemia, o tribunal gastou R$ 4,5 mil com as viagens dos ministros. Vital do Rêgo voou para Belém (PA), enquanto Augusto Nardes foi a Paracatu (MG).

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna