Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Natália Portinari

STF manda disputa de R$ 2 bilhões em Alagoas para conciliação

Disputa de R$ 2 bilhões em Alagoas envolve pai de Arthur Lira e aliado de Renan Calheiros

atualizado 30/11/2022 11:23

Estátua da Justiça STF Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Uma disputa no STF de R$ 2 bilhões entre o governo de Alagoas e municípios da região metropolitana de Maceió será decidida por conciliação. O imbróglio envolve gestões de nomes como Benedito de Lira, pai de Arthur Lira, presidente da Câmara, e Paulo Dantas, governador eleito com apoio do senador Renan Calheiros. A decisão foi assinada pelo ministro Edson Fachin na última semana. A audiência de conciliação acontecerá no próximo dia 16.

A ação foi movida no ano passado pelo PSB, então partido de JHC, prefeito de Maceió. Em jogo, está a destinação do dinheiro pago pela concessionária BRK Ambiental. Em julho deste ano, a capital alagoana havia pedido para que o caso fosse para conciliação.

O partido pediu que o valor bilionário fosse partilhado apenas entre as cidades da região metropolitana de Maceió, como Barra de São Miguel, cujo prefeito é o pai de Arthur Lira. Também em 2021, Fachin, relator do caso, havia votado para que o governo não ficasse com todo o dinheiro.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna