metropoles.com

Senador quer ouvir empresário que apontou fraudes na garantia da compra da Covaxin

Dois únicos sócios de acionistas da Fib Bank morreram em 2017 e 2020

atualizado

Compartilhar notícia

Tafadzwa Ufumeli/Getty Images
Vacina indiana Covaxin - Coronavirus - Covid19
1 de 1 Vacina indiana Covaxin - Coronavirus - Covid19 - Foto: Tafadzwa Ufumeli/Getty Images

O senador Humberto Costa pediu que a CPI da Pandemia colha o depoimento do empresário Abdul Fares, que apontou fraudes na Fib Bank, empresa que deu garantia ao Ministério da Saúde na compra da vacina Covaxin. A Fib tem uma empresa acionista cujos dois únicos sócios morreram em 2017 e 2020.

No último dia 13, a coluna mostrou que Fares enviou as acusações em sigilo à CPI. O empresário paulistano recebeu uma carta de fiança da Fib em um negócio privado, um aluguel de imóvel em 2020.

O documento foi assinado por Suhaila Fares, mãe do empresário e proprietária da Rahma Asa Participações. Abdul Fares é um dos herdeiros do Grupo Marabraz, rede de lojas de móveis com faturamento anual por volta de R$ 1 bilhão.

Em março de 2021, a Fib enviou ao ministério uma carta de fiança que fixou uma garantia de pagamento de R$ 80,7 milhões, 5% do contrato de R$ 1,6 bilhão da Covaxin, atualmente cancelado.

No pedido para que a CPI convide Abdul Fares, o senador Humberto Costa escreveu que o depoimento é essencial para esclarecer a atuação da Precisa Medicamentos na compra de vacinas de Covid junto ao ministério.

Nesta quarta-feira (25/8), a comissão ouviu Roberto Pereira Ramos, diretor da Fib Bank. Ramos deu respostas contraditórias e o relator da CPI, Renan Calheiros, chegou a pedir sua prisão.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comGuilherme Amado

Você quer ficar por dentro da coluna Guilherme Amado e receber notificações em tempo real?

Notificações